Confira, neste tutorial, algumas sugestões do que fazer após instalar o Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver), dentre algumas delas estão a instalação de codecs e programas multimídia, para edição de áudio, vídeo e imagem, ferramentas para desenvolvedores, utilitários do sistema e muito mais!
Compartilhe nas redes sociais!

 Foi lançado hoje, dia 26 de abril de 2018, a mais recente versão com Longo Tempo de Suporte (LTS) do Ubuntu, a 18.04 "Bionic Beaver", trazendo uma série de novidades, atualização de pacotes e aprimoramentos. Esta também é a primeira versão LTS a utilizar o GNOME como interface gráfica padrão depois que o Unity foi descontinuado pela Canonical.

 Dentre algumas das novidades estão o Kernel Linux 4.15, a opção de instalação mínima no instalador padrão, aplicativos do GNOME atualizados para a versão 3.28 (exceto o Nautilus) e a troca de alguns utilitários (como a Calculadora do GNOME) para o formato Snap. Além disso, agora não é mais necessário rodar um "apt update" após adicionar um repositório PPA, a lista de repositórios será atualizada automaticamente ao executar o comando para instalar os pacotes fornecidos pelo mesmo. Para mais detalhes, clique aqui e acesse as Notas da Versão.


 E como já é de costume, preparamos um tutorial com algumas dicas do que fazer após instalar o Ubuntu 18.04 LTS, dentre elas estão a instalação de codecs e players multimídia, de aplicativos para edição de áudio, vídeo e imagem, da Steam, de navegadores como o Google Chrome e Opera, do VirtualBox e muito mais!

  Tutorial testado no Ubuntu 18.04 LTS 'Bionic Beaver' de 64 bits, com ambiente de área de trabalho GNOME 3.28.

Os principais tópicos deste tutorial:



  Primeiros passos

 Lançamento após lançamento, há sempre um "ritual" que fazemos após instalar a versão mais recente do Ubuntu. Abaixo mostro os principais procedimentos (e mais importantes, na minha opinião) que você deve fazer no seu Ubuntu 18.04 LTS "Bionic Beaver".

  Atualize o seu sistema

 Uma das primeiras coisas que devemos fazer após instalar o Ubuntu é atualizá-lo. Para isso, pressione a tecla (ou Super) e procure pelo "Atualizador de Programas" pesquisando por "atualizador" (sem aspas) na barra de pesquisa, como mostrado na imagem abaixo:



 Ao executá-lo, os repositórios serão atualizados automaticamente e, caso tenha atualizações disponíveis, elas serão exibidas em seguida, como mostrado na imagem abaixo. Clique em "Instalar agora", forneça a sua senha de usuário e aguarde:


 Uma outra maneira de atualizar o seu Ubuntu é através do terminal, basta pressionar Ctrl + Alt + T para abrir o mesmo e executar o comando a seguir:

sudo apt update && sudo apt upgrade

  Após instalar as atualizações, recomendo que reinicie o seu computador antes de seguir o restante do tutorial, ok?!

  Deixando o Ubuntu totalmente em Português

 Mesmo selecionando o idioma "Português" ou "Português do Brasil" no momento da instalação e também após instalar todas as atualizações disponíveis, como vimos acima, algumas "partes" do seu Ubuntu ainda ficam em Inglês. Para corrigir isso, abra o aplicativo "Configurações" clicando no menu na barra superior direita (como indicado pela seta do mouse na imagem abaixo) ou pesquisando por "configurações":


 Selecione a opção "Região e Idioma" na lateral esquerda da janela e após, clique no botão "Manage Installed Languages", como mostrado na imagem a seguir:



 Será exibido uma janela de diálogo informando que o suporte ao idioma não está instalado completamente, clique em "Lembre-me mais tarde" para fechá-la:


 Em seguida, clique em "Instalar/remover idiomas...", como mostrado pela seta do mouse na imagem abaixo:


 Na tela seguinte, desmarque todos os idiomas, deixando selecionado apenas o "Português".

 Feito isso, clique em "Aplicar", forneça a sua senha de usuário e aguarde:


 Clique em "Aplicar a todo o sistema" e forneça novamente a sua senha. Depois disso, poderá fechar a janela de diálogo.


 Após, abra novamente o "Suporte a idiomas" (conforme indicado acima), clique em "Instalar" para baixar os pacotes de idioma que faltam e aguarde:


 Uma outra maneira de instalar os pacotes de idiomas é através do terminal, basta executar o comando abaixo:

sudo apt install mythes-pt-pt mythes-pt-br thunderbird-locale-pt-pt thunderbird-locale-pt-br hunspell-pt-pt hunspell-pt-br hyphen-pt-pt hyphen-pt-br

  Aguarde a conclusão do processo e em seguida, reinicie o seu computador para aplicar as mudanças no sistema, ok?!

  Habilitando o repositório "Parceiros da Canonical"

 Alguns aplicativos "extras", como o Adobe Flash Player e Google Cloud SDK estão disponíveis no repositório "Parceiros da Canonical", que vem desabilitado por padrão no Ubuntu. Para habilitá-lo, basta pesquisar/procurar pelo aplicativo "Programas e Atualizações" (como indicado pela seta do mouse na imagem abaixo):



 Após, acesse a aba "Outros programas" e selecione a opção "Parceiros da Canonical" (será necessário fornecer a sua senha), como mostrado na imagem abaixo.

 Feito isso, clique no botão "Fechar":


 Será exibido uma janela de diálogo indicando que a informação sobre os aplicativos disponíveis está desatualizada, basta apenas clicar em "Recarregar" para atualizar os repositórios:




  Fazendo pequenos "ajustes"

 O GNOME Shell (interface gráfica padrão do Ubuntu) é conhecido por ser pouco customizável, mas ainda sim é possível fazer vários ajustes alterando a sua aparência e adicionando novos recursos. Confira abaixo algumas sugestões que podem ser feitas no seu sistema:

  Como ocultar automaticamente a "Ubuntu Dock"

 Uma das novidades presentes no Ubuntu (desde a versão 17.10) é a nova Doca (chamada de "Ubuntu Dock"), fork de uma das mais populares extensões do GNOME, a "Dash to Dock". Assim como nas versões anteriores do Ubuntu, ela fica no lado esquerdo da tela, porém, é possível alterar a posição da mesma, bem como o tamanho dos ícones e habilitar a opção de ocultá-la automaticamente. Para realizar esses ajustes, abra novamente o aplicativo "Configurações" e clique em "Doca".

 Ao selecionar a opção "Auto-hide the Dock" a Ubuntu Dock será ocultada automaticamente ao maximizar uma janela (por exemplo).  Logo abaixo, em "Icon size", você poderá ajustar o tamanho dos ícones e em "Position on screen", você poderá definir a posição da Ubuntu Dock (na esquerda da tela (padrão), na parte inferior (botton) ou na direita):




  Habilitando o "minimizar com um clique" na Ubuntu Dock

 Um recurso útil e que não vem habilitado por padrão (desde os tempos do Ubuntu com Unity) é o de minimizar os aplicativos clicando sobre os ícones dos mesmos na Dock. Caso queira habilitá-lo, basta executar o comando abaixo no terminal:

gsettings set org.gnome.shell.extensions.dash-to-dock click-action 'minimize'


  Removendo a "Ubuntu Dock"

 Caso não tenha gostado da nova dock do Ubuntu, também é possível removê-la e continuar usando a dock padrão do GNOME, basta apenas executar o comando abaixo no terminal:

sudo apt remove gnome-shell-extension-ubuntu-dock

 Reinicie a sua sessão para aplicar as alterações e após, basta clicar em "Atividades" (no canto superior esquerdo da tela) para exibir a dock do GNOME:



 Caso queira continuar utilizando o "Ubuntu Dock", basta reinstalá-lo com o comando abaixo (e após, reinicie a sua sessão para aplicar as alterações):

sudo apt install gnome-shell-extension-ubuntu-dock


  Como utilizar o GNOME Shell "puro" no Ubuntu 18.04 LTS

 Embora a Canonical tenha adotado o GNOME como ambiente de área de trabalho principal do Ubuntu, várias mudanças foram feitas no mesmo com o objetivo de assemelhar-se ao Unity. Porém, há a opção de utilizar uma versão "pura" do GNOME Shell no Ubuntu Bionic Beaver, basta apenas instalar o meta-pacote "Vanilla GNOME" no sistema. Caso queira, remova antes a "Ubuntu Dock" (como mostramos acima) e, em seguida, execute o comando:

sudo apt install vanilla-gnome-desktop

 Concluída a instalação, reinicie o seu computador para aplicar as alterações. Na tela de login, clique na roda dentada (ao lado do botão "Entrar") e selecione a sessão GNOME (sobre Wayland), GNOME Clássico ou GNOME sobre Xorg:



 Por fim, abra um terminal e execute o comando abaixo para habilitar os "Hot Corners" (ou cantos quentes) do GNOME Shell:

gsettings set org.gnome.shell enable-hot-corners true 

 Tudo pronto, agora é só aproveitar o seu Ubuntu 18.04 LTS com o GNOME Shell sem modificações!


  Instalando o GNOME Tweaks no Ubuntu

 O GNOME Tweaks (ou "Ajustes"), como o próprio nome sugere, é a ferramenta de configuração do ambiente de área de trabalho GNOME. Com ele é possível, por exemplo, mudar a posição dos controles das janelas para a esquerda (para quem já acostumou com o Unity), definir os aplicativos que serão iniciados junto com o sistema e gerenciar as extensões do GNOME Shell instaladas, dentre outros ajustes. Para instalá-lo, basta executar o comando abaixo no terminal:

sudo apt install gnome-tweak-tool





  Instalando drivers adicionais no Ubuntu 18.04 LTS

 O Ubuntu já disponibiliza os drivers de código aberto para a maioria dos dispositivos (como placas de vídeo, de som, wireless, etc.), porém, tais drivers podem não funcionar adequadamente e/ou o dispositivo pode apresentar um desempenho abaixo do esperado.

 Pensando nisso, a Canonical incluiu no Ubuntu uma ferramenta para instalar os drivers proprietários dos seus dispositivos de um jeito simples e fácil. Para acessá-la basta abrir o aplicativo "Programas e atualizações", acessar a aba "Drivers adicionais", selecionar a opção referente ao driver proprietário do seu dispositivo e clicar no botão "Aplicar alterações", como mostrado pela imagem abaixo:



 Aguarde enquanto é feito o download e instalação dos pacotes necessários:



 Concluído o processo, você deve reiniciar o seu computador para aplicar todas as alterações.



  Áudio e vídeo

 O Ubuntu traz instalado por padrão alguns programas como o Rhythmbox e o Videos para reprodução de conteúdo multimídia, porém, são muito limitados (além disso, você não conseguirá executar certos tipos de arquivos devido a ausência de codecs proprietários). Para resolver isso, listamos abaixo alguns dos aplicativos multimídia disponíveis para instalação no Ubuntu, bem como a instalação dos codecs.

  Instalação dos codecs multimídia

 Devido a questões legais, o Ubuntu não traz na sua mídia de instalação os codecs de vídeo e áudio. Porém, é possível habilitar o suporte a arquivos MP4, AAC, MP3 e outros com um único pacote, o "ubuntu-restricted-extras".
 Para instalá-lo, basta clicar no botão abaixo:

Instalar o pacote ubuntu-restricted-extras

 Ou, se preferir, abra um terminal e execute o comando:

sudo apt install ubuntu-restricted-extras


  Instalando o VLC e/ou o SMPlayer

 Dentre os vários players disponíveis no repositório do Ubuntu, destacam-se o VLC e o SMPlayer. O VLC Media Player é o player multimídia mais popular da atualidade, reproduzindo praticamente todos os formatos de áudio e vídeo, bem como DVDs, CDs de áudio, VCDs e vários protocolos de streaming. O SMPlayer (front-end gráfico para o MPlayer) também é muito popular entre os usuários que, assim como o VLC, reproduz praticamente todos os formatos de áudio e vídeo, tendo como um dos diferenciais a possibilidade de pesquisar, reproduzir e baixar vídeos do YouTube.



 Para instalar o VLC Media Player ou o SMPlayer no seu Ubuntu, basta clicar num dos botões abaixo:


 Se preferir, utilize o terminal:

Para instalar o VLC Media Player:
sudo apt install vlc
Para instalar o SMPlayer:
sudo apt install smplayer

  Instalando o Kodi no Ubuntu

 O Kodi é um aplicativo multiplataforma (um centro de entretenimento) que reúne todas as suas mídias digitais num único lugar, tudo isso com uma interface bonita, customizável e fácil de usar.



 Para instalar o Kodi no Ubuntu, basta executar o comando sudo apt install kodi no terminal ou clicar no botão abaixo:

Instalar o Kodi


  Instalando o Spotify

 O Spotify é um dos serviços de streaming de músicas mais populares da atualidade, contando com mais de 30 milhões de músicas no catálogo.



 Se você é usuário do serviço e quer instalar o Spotify Client no seu Ubuntu, acesse o passo a passo no link abaixo:

Instalando o Spotify no Ubuntu  


  Instalando o HandBrake

 O HandBrake é um software usado para ripar de DVDs e Blu-rays, além de ser possível converter vídeos nos mais diversos formatos com o mesmo.



 Para instalar o HandBrake no seu Ubuntu, execute no terminal o comando sudo apt install handbrake ou clique no botão abaixo:

Instalar o HandBrake



  Edição de áudio, imagem e de vídeo

 Essa é uma seção dedicada para quem deseja criar e/ou editar arquivos multimídia no Ubuntu, listando os principais programas disponíveis para instalação.

  Instalando o GIMP

 O GIMP é um dos melhores e mais famosos softwares de manipulação e criação de imagens, podendo ser utilizado para tarefas simples como pinturas, desenhos, conversão de formato de imagens e também para procedimentos de manipulação mais complexos como, por exemplo, retoques fotográficos com qualidade profissional. Além disso, é possível adicionar ainda mais recursos ao GIMP com scripts e plugins de terceiros, tais como o G'MIC.



 Para instalar o GIMP no Ubuntu, execute o comando sudo apt install gimp no terminal ou apenas clique no botão abaixo:

Instalar o GIMP


  Instalando o Inkscape

 O Inkscape é um programa de gráficos vetoriais de qualidade profissional multiplataforma, usado por entusiastas e profissionais de design em todo o mundo para a criação de uma grande variedade de gráficos, tais como ilustrações, ícones, logotipos, diagramas, mapas e gráficos da web.



 Para instalar o Inkscape no Ubuntu, execute no terminal o comando sudo apt install inkscape ou clique no botão abaixo:

Instalar o Inkscape


  Instalando o Krita

 O Krita é um software multiplataforma para criação de ilustrações e pinturas digitais, histórias em quadrinhos, concept art e animações 2D. Além disso, também é possível utilizá-lo para retoques e manipulação de imagens e conversor de formatos, suportando vários modelos de cores, pinturas HDR e arquivos PSD (do Photoshop).



 Para instalar o Krita no Ubuntu também é muito simples, basta executar o comando sudo apt install krita ou clicar no botão abaixo:

Instalar o Krita


  Instalando o Blender

 O Blender é uma poderosa suíte de criação 3D multiplataforma e de código aberto, oferecendo uma ampla gama de ferramentas essenciais como modelagem, renderização, animação, edição e efeitos de vídeo (VFX), composição, texturização, arranjos de animação, diversos tipos de simulações e também criação de jogos.



 Para instalar o Blender, execute o comando sudo apt install blender no terminal ou apenas clique no botão abaixo:

Instalar o Blender


  Instalando o Audacity

 O Audacity é um dos mais conhecidos softwares de código aberto e multiplataforma para manipulação e gravação de áudio, contando com recursos simplificados de edição (Recortar, Copiar, Colar e Apagar), remoção de ruídos, mixagem em múltiplas faixas, efeitos de som embutidos (com a possibilidade de adicionar novos através de plugins) e muito mais.



 Para instalar o Audacity no seu Ubuntu, basta executar o comando sudo apt install audacity ou clicar no botão a seguir:

Instalar o Audacity


  Instalando o Kdenlive

 O Kdenlive é um editor de vídeos multitrack e não-linear do Projeto KDE, projetado para atender desde uma simples edição até um trabalho profissional. Com uma interface personalizável (inclusive com temas) e fácil de utilizar, o Kdenlive traz consigo dezenas de efeitos de vídeo e de áudio que variam de correção de cor para ajustes de áudio, bem como todas as opções padrão de transformação.



 Para instalar o Kdenlive no seu Ubuntu, rode o comando sudo apt install kdenlive no terminal ou clique no botão abaixo:

Instalar o Kdenlive


  Instalando o OpenShot

 O OpenShot é também um software para edição de vídeos com suporte a vários formatos de áudio e vídeo. Sua interface simples torna muito mais fácil editar e cortar os seus vídeos, além de contar com vários efeitos, transições e títulos animados em 3D (necessário ter o Blender instalado).



 Para instalar o OpenShot, execute o comando sudo apt install openshot ou clique no botão logo abaixo:

Instalar o OpenShot



  Mensageiros instantâneos

 Difícil encontrar alguém que acessa a internet hoje em dia e não faz uso de algum aplicativo de mensagens instantâneas, seja para o trabalho ou apenas conversar com os amigos. Abaixo mostro o passo a passo de instalação de alguns dos principais mensageiros disponíveis para o Ubuntu.

  Instalando o Skype

 O Skype é um aplicativo proprietário da Microsoft que permite fazer chamadas de voz e vídeo pela internet, além de enviar mensagens instantâneas e de texto (SMS) para outras pessoas de qualquer lugar do mundo.



 No link abaixo você encontra o passo a passo de instalação do Skype no Ubuntu, acesse:

Instalando o Skype no Ubuntu  


  Instalando o Telegram Desktop

O Telegram é um dos serviços de mensagens instantâneas mais populares da atualidade (um concorrente direto ao WhatsApp). Com foco na velocidade e segurança, o Telegram é super rápido, simples de usar, gratuito e o melhor de tudo, é de código aberto!


 O passo a passo de instalação do Telegram está disponível no link abaixo, acesse:

Instalando o Telegram no Ubuntu  


  Instalando o Discord

 O Discord é um software proprietário de chat de voz e texto, projetado para uso durante jogos, incluindo recursos como baixa latência, servidores de bate-papo de voz gratuitos para usuários e uma infraestrutura de servidor dedicada.


 Para instalar o Discord, abra um terminal e execute o comando abaixo para baixar a versão mais recente (na pasta /tmp):

cd /tmp && wget -O discord.deb -c 'https://discordapp.com/api/download?platform=linux&format=deb'

 E instale-o em seguida com:

sudo apt install ./discord.deb



  Games e emuladores

 Essa seção é destinada para quem joga no Linux, mostrando o passo a passo de instalação da Steam e de alguns dos principais emuladores de consoles no Ubuntu 18.04 LTS.

  Instalando a Steam

 O Steam é uma plataforma de distribuição de jogos digitais desenvolvida pela Valve, disponível para Linux, Windows e macOS. Além dos milhares de games no catálogo (alguns são gratuitos para jogar), o Steam também oferece filmes, documentários e vários softwares para edição de fotos, desenvolvimento de jogos, animação e modelagem, produção de áudio/vídeo e muito mais.



 Para instalar o Steam no Ubuntu 18.04, basta executar o comando sudo apt install steam no terminal ou clique no botão abaixo:

Instalar o Steam


  Instalando o Dolphin Emulator

 O Dolphin é um emulador de Nintendo GameCube e Nintendo Wii de código aberto e multiplataforma, disponível para as versões de 64 bits do Ubuntu. Com ele é possível executar a grande maioria dos jogos lançados para os dois consoles em alta definição com várias melhorias e funcionalidades que não estão presentes nos mesmos, como a compatibilidade com todos os controles de PC, multiplayer em rede, velocidade turbo e muito mais.


 Caso queira instalar o Dolphin Emulator no seu Ubuntu, abra um terminal e execute o comando abaixo para adicionar o repositório PPA oficial do projeto:

sudo apt-add-repository ppa:dolphin-emu/ppa

 Feito isso, atualize a lista de repositórios e instale a versão estável do Dolphin com:

sudo apt update && sudo apt install dolphin-emu


  Instalando outros emuladores de consoles no Ubuntu

 Para os fãs de consoles de gerações passadas, abaixo listo mais alguns dos emuladores disponíveis no repositório do Ubuntu:

MAME - Emulador de Arcade
sudo apt install mame

FCEUX - Emulador de NES/Famicom
sudo apt install fceux

Higan - Multi-Emulador de consoles (Famicom, Game Boy, Game Gear, Mega Drive, etc.)
sudo apt install higan


 Tem mais alguma sugestão? :)



  Navegadores e internet

 O Mozilla Firefox é um dos navegadores mais populares da atualidade e já vem pré-instalado no Ubuntu (assim como em várias distribuições), porém, se você não gosta de utilizá-lo, abaixo listo o passo a passo de instalação dos principais navegadores disponíveis para o Ubuntu.

  Instalando o Chromium

 O Chromium é um navegador de código aberto que serve de "base" para o Google Chrome e vários outros navegadores. Ele está presente no repositório oficial do Ubuntu e a instalação é bem simples, basta clicar no botão abaixo:

Instalar o Chromium

 Ou através do terminal com o comando:

sudo apt install chromium-browser


  Instalando o Google Chrome (estável)

 O Google Chrome é o navegador mais utilizado no Brasil e no mundo atualmente, porém, só está disponível para distribuições Linux de 64 bits. Se o seu Ubuntu é de 64 bits e deseja instalá-lo, execute o comando a seguir para instalar o pacote "apt-transport-https" no seu sistema (caso não esteja instalado):

sudo apt install apt-transport-https

 Após, importe a chave de assinatura da Google:

wget -q -O - https://dl.google.com/linux/linux_signing_key.pub | sudo apt-key add -

 Adicione o repositório oficial no seu sistema:

sudo sh -c 'echo "deb [arch=amd64] http://dl.google.com/linux/chrome/deb/ stable main" >> /etc/apt/sources.list.d/google-chrome.list'

 Atualize a lista de repositórios e instale o Google Chrome (estável) com:

sudo apt update && sudo apt install google-chrome-stable


 Para mais detalhes, acesse o passo a passo completo de instalação do Google Chrome no link abaixo:

Instalando o Google Chrome no Ubuntu  


  Instalando o Opera (estável)

 O Opera é um navegador desenvolvido pela Opera Software e tem o Chromium como "base". Apesar de ser pouco utilizado, ele traz vários recursos e funcionalidades exclusivas, dentre as principais estão o serviço de VPN gratuito e ilimitado, um bloqueador de anúncios "nativo" e a integração com Telegram, WhatsApp e Messenger (Facebook). Para instalar o Opera (estável) no Ubuntu, basta executar o comando abaixo para instalar o pacote "apt-transport-https" no seu sistema (caso não esteja instalado):

sudo apt install apt-transport-https

 Depois, importe a chave de assinatura do repositório:

wget -q -O - https://deb.opera.com/archive.key | sudo apt-key add -

 Adicione o repositório do Opera no sistema:

sudo sh -c 'echo "deb https://deb.opera.com/opera-stable/ stable non-free" >> /etc/apt/sources.list.d/opera-stable.list'

 Atualize a lista de repositórios e instale o Opera (estável) com o comando:

sudo apt update && sudo apt install opera-stable


  Instalando o Vivaldi (estável)

 O Vivaldi é desenvolvido pela Vivaldi Technologies, empresa fundada pelo ex-CEO da Opera Software. Tendo como base o Chromium, o Vivaldi destaca-se pelas várias opções de personalização, tendo como público alvo os usuários avançados e também os usuários mais "antigos" do Opera (das versões 12.x e anteriores). Caso queira instalá-lo no seu Ubuntu, basta executar o comando abaixo para instalar o pacote "apt-transport-https" no seu sistema (caso não esteja instalado):

sudo apt install apt-transport-https

 Importe a chave de assinatura:

wget -q -O - http://repo.vivaldi.com/archive/linux_signing_key.pub | sudo apt-key add -

 Adicione o repositório do Vivaldi no sistema:

sudo sh -c 'echo "deb http://repo.vivaldi.com/archive/deb/ stable main" >> /etc/apt/sources.list.d/vivaldi.list'

 Atualize a lista de repositórios e instale o Vivaldi (estável) executando:

sudo apt update && sudo apt install vivaldi-stable


  Instalando o Adobe Flash Player

 Atualmente (e felizmente), a grande maioria dos sites mais acessados como, por exemplo, o YouTube, já não "dependem" do Adobe Flash Player para exibir conteúdo multimídia. Mas se você ainda precisa utilizá-lo (no Firefox), basta clicar no botão abaixo para instalá-lo:

Instalar o Adobe Flash Player

 Ou pelo terminal com o comando:

sudo apt install flashplugin-installer



  Ferramentas para desenvolvedores

 Esta seção é destinada para os desenvolvedores que utilizam Linux e/ou estão migrando para o Ubuntu, mostrando o passo a passo de instalação de alguns dos programas/ferramentas mais utilizados(as).

  Instalando o OpenJDK

 O OpenJDK é uma implementação gratuita e de código aberto da plataforma Java, Standard Edition ("Java SE"). Ele está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu e de várias outras distribuições.
 Para instalar o ambiente de execução Java (JRE) no seu Ubuntu, execute o comando sudo apt install default-jre num terminal ou clique no botão a seguir:

Instalar o OpenJDK (JRE)

 Já para instalar o ambiente de desenvolvimento do Java (JDK), basta executar o comando sudo apt install default-jdk ou clicar no botão abaixo:

Instalar o OpenJDK (JDK)


  Instalando o Oracle Java

 Caso queira ou necessite utilizar o Oracle Java (proprietário) no seu Ubuntu, acesse o link abaixo que contém o passo a passo de instalação manual do ambiente de execução:

Instalando o Oracle Java (JRE) no Ubuntu  

 Já para instalar o Oracle Java (JDK) via repositório PPA, acesse um dos links abaixo:


  Instalando o Android Studio

 O Android Studio é o IDE (Ambiente de Desenvolvimento Integrado) oficial da Google para desenvolver aplicativos para o Android, baseado no IntelliJ IDEA (IDE para desenvolvimento em Java da JetBrains).


 Para instalar o Android Studio no seu Ubuntu, acesse o link abaixo para conferir o passo a passo:

Instalando o Android Studio no Ubuntu  


  Instalando o PyCharm

 O PyCharm é um Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) da JetBrains para desenvolvimento em Python. Além de trazer um conjunto de ferramentas úteis para um desenvolvimento produtivo, o IDE fornece capacidades de alta classe para o desenvolvimento web profissional com os frameworks Django, Flask e Google App Engine.


 O passo a passo de instalação do PyCharm você pode conferir no link abaixo, acesse:

Instalando o PyCharm no Ubuntu  



  Virtualização

 A virtualização pode ser adotada em diferentes ambientes e situações como, por exemplo, o teste de novos sistemas operacionais sem o risco de danificar o sistema principal do computador (uso mais comum). Abaixo mostro como instalar as principais ferramentas de virtualização disponíveis para o Ubuntu.

  Instalando o Oracle VM VirtualBox

 O VirtualBox é, sem dúvidas, o software de virtualização multiplataforma mais popular da atualidade, permitindo criar e executar facilmente vários sistemas operacionais diferentes.


 Para instalar o VirtualBox no seu Ubuntu basta executar o comando sudo apt install virtualbox ou clicar no botão abaixo:

Instalar o VirtualBox (OSE)

 Já para instalar o VirtualBox pelo repositório oficial, acesse o link abaixo e confira o passo a passo:

Instalando o Oracle VM VirtualBox no Ubuntu  


  Instalando o VMware Workstation Player

 O VMware Workstation Player é um software de virtualização proprietário disponível gratuitamente para sistemas de 64 bits (Linux e Windows).


 Caso queira fazer a instalação do VMware Workstation Player no seu Ubuntu, basta acessar o link abaixo:

Instalando o VMware Workstation no Ubuntu  


  Instalando o Virtual Machine Manager

 O virt-manager (Virtual Machine Manager) é uma interface gráfica desenvolvida pela Red Hat para gerenciar máquinas virtuais através do libvirt. Ele visa principalmente as VMs do KVM, mas também gerencia as máquinas virtuais do Xen e LXC (Linux Containers).


 Para instalar o virt-manager e todas as suas dependências, execute o comando abaixo num terminal:

sudo apt install virt-manager qemu-kvm libvirt-bin ubuntu-vm-builder bridge-utils

 Após, reinicie o seu computador para aplicar as alterações.



  Ferramentas e utilitários

 E para finalizar este tutorial, abaixo listo algumas ferramentas úteis disponíveis para instalação no Ubuntu, dentre eles estão gerenciadores de download, um editor de partições, instalador de pacotes .DEB, etc.

  Instalando o Stacer no Ubuntu 18.04

 O Stacer é um dos melhores e mais completos otimizadores do sistema disponíveis para Linux. Além de um simples limpador de cache do APT e aplicativos, o Stacer também possui um monitor de uso da CPU, disco e rede, gerenciador de repositórios e aplicativos de inicialização, removedor de pacotes do sistema e várias outras funcionalidades, tudo isso com uma interface gráfica bonita e de fácil uso.



 Para instalar o Stacer no seu Ubuntu, execute o comando abaixo no terminal para baixar a versão mais recente (lançada em março de 2018):

cd /tmp && wget -O stacer.deb -c 'https://github.com/oguzhaninan/Stacer/releases/download/v1.0.9/stacer_1.0.9_amd64.deb'

 E após, instale o pacote com:

sudo apt install ./stacer.deb


  Instalando o GDebi

 O GDebi é um pequeno utilitário que permite instalar pacotes .DEB facilmente no sistema, além de resolver e instalar automaticamente as dependências dos mesmos.


 Para instalar o GDebi no Ubuntu basta executar o comando sudo apt install gdebi ou clicar no botão abaixo:

Instalar o GDebi


  Instalando o Synaptic

 O Synaptic é uma ferramenta gráfica para gerenciar pacotes que permite instalar, remover, pesquisar e atualizar pacotes de uma forma amigável e prática.



 Caso queira instalar o Synaptic no seu Ubuntu, execute o comando sudo apt install synaptic no terminal ou clique no botão abaixo:

Instalar o Synaptic


  Instalando o uGet

 O uGet é um gerenciador de downloads de código aberto e multiplataforma; ele é leve, fácil de usar e conta com vários recursos, dentre eles estão o monitoramento da área de transferência, gerenciamento avançado de categorias, download de arquivos em lotes e muito mais.


 Para instalar o uGet no Ubuntu basta executar o comando sudo apt install uget no terminal ou clicar no botão abaixo:

Instalar o uGet


  Instalando o qBittorrent

 Como o próprio nome sugere, o qBittorrent é um cliente de torrent multiplataforma e de código aberto, um dos melhores da atualidade. Ele é leve, tem uma interface bonita (semelhante ao uTorrent), é fácil de usar e possui várias funcionalidades, uma delas é o sistema de busca por torrents integrado (que realmente funciona).



 Para instalar o qBittorrent no Ubuntu basta executar no terminal o comando sudo apt install qbittorrent ou apenas clique no botão abaixo:

Instalar o qBittorrent
  Lembrando que o Ubuntu já traz um cliente de torrents por padrão, o Transmission. A instalação do qBittorrent é opcional, assim como todas as outras sugestões deste tutorial.


  Instalando o Dropbox

 O Dropbox é um dos serviços de armazenamento de arquivos em nuvem mais utilizados, oferecendo segurança para guardar os seus documentos, músicas, imagens, etc. e praticidade, já que você pode acessá-los de qualquer lugar.



 Caso utilize esse serviço e queira instalar o cliente oficial no Ubuntu, execute o comando a seguir no terminal para adicionar o repositório do Dropbox no sistema:

echo deb http://linux.dropbox.com/ubuntu xenial main | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/dropbox.list

 Depois, importe a chave de assinatura do mesmo:

sudo apt-key adv --keyserver pgp.mit.edu --recv-keys 5044912E

 Atualize a lista de repositórios e instale o Dropbox com:

sudo apt update && sudo apt install dropbox


  Instalando o TeamViewer

 O TeamViewer é o mais popular software multiplataforma para acesso remoto. Com ele é possível estabelecer conexões de entrada e saída para suporte ou acesso a outros computadores em tempo real, participar de reuniões, apresentações, conversar com outras pessoas/grupos e fazer chamadas em vídeo.


 Para instalar o TeamViewer no Ubuntu, acesse o link abaixo e confira o passo a passo:

Instalando o TeamViewer no Ubuntu  


  Instalando o GParted

 O GParted é um dos melhores gerenciadores de partições disponível para Linux (possuindo, inclusive, uma mídia Live). Com ele é possível redimensionar, copiar e mover partições sem perdas de dados, tudo isso de uma forma simples e intuitiva.



 Caso queira instalá-lo no seu Ubuntu, basta executar o comando sudo apt install gparted no terminal ou clicar no botão abaixo:

Instalar o GParted


  Extras (dica do Morvan)

 Para instalar mais algumas outras ferramentas úteis no sistema como o aptitude, o build-essential (que fornece os pacotes "essenciais" para a compilação de programas), poppler-utils (para manipular documentos PDF) e o cups-pdf (útil para quem precisa de uma impressora PDF), basta executar no terminal:

sudo apt install aptitude build-essential most cups-pdf poppler-utils


  Procurando e instalando novos softwares

 Apesar do Synaptic ser uma das melhores alternativas para gerenciar pacotes, ele pode não ser a melhor alternativa para os iniciantes no Ubuntu. Ainda bem que existe a Ubuntu Software, uma central de programas bonita e completa que torna muito mais fácil a pesquisa e instalação de novos programas, tudo isso de forma gráfica e, na maioria das vezes, com screenshots dos mesmos.



 Além de softwares, também é possível instalar com poucos cliques as famosas extensões do GNOME Shell (que adicionam novas funcionalidades ao GNOME), codecs de áudio/vídeo, drivers e fontes, basta clicar no botão "Complementos". Muito fácil, não é mesmo?!



  Conclusão

 Então é isso, espero que este tutorial tenha sido útil para você! Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica, basta deixar o seu comentário logo abaixo ou, se preferir, entre em contato conosco através deste formulário, ok?!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do Blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter, Facebook ou no nosso canal no Telegram! :)


 Obrigado pela visita e até +!


  Referências:

Sandro de Castro

Sandro de Castro

Um cara apaixonado por Linux e tecnologia! Sandro é satentusiasta e fundador/mantenedor do Blog Opção Linux, está sempre à procura por novos conhecimentos a fim de ajudar os iniciantes no Linux, desde a instalação das principais distribuições quanto ao uso no dia a dia.


  Olá! Seu comentário é muito importante para nós, portanto, fique à vontade para expressar a sua opinião sobre o post acima em um dos sistemas de comentários disponíveis (Disqus, Blogger/Google ou Facebook). Mas antes de escrever algo, fique atento:

  • É permitido colocar links nos comentários, mas eles serão moderados antes da publicação;
  • A prática de SPAM é proibida. Comentários feitos apenas com a intenção de divulgar um site ou blog serão excluídos;
  • Seja educado! Não é permitido o uso de linguagem imprópria e/ou ofensiva;
  • Evite escrever todo o seu TEXTO EM CAIXA ALTA;
  • Caso queira falar sobre outro assunto (que não tenha relação com esse post), poderá entrar em contato diretamente conosco!

Postar um comentário:

0 Comentários: