Novembro 2016
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Dicas de pós-instalação do Fedora 25 Workstation

Instalou o Fedora 25 Workstation e não sabe o que fazer depois? Confira então algumas dicas de pós-instalação que preparamos!

 No nosso último mostramos como instalar o Fedora 25 Workstation, o que é bem simples, agora você vai conferir algumas dicas do que fazer após instalar o mesmo, como a instalação de codecs, players de mídia como o VLC e Audacious, o Google Chrome, Oracle Java (JRE) dentre outros!

 Vamos lá então?!

  Tutorial testado no Fedora 25 Workstation (de 64 bits), com ambiente de área de trabalho GNOME 3.22.
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Passo a passo de instalação do Fedora 25 Workstation

Neste tutorial, você vai aprender a instalar passo a passo o Fedora 25 Workstation no seu computador (com ou sem dual boot) de um jeito simples e prático.

 Foi anunciado no dia 22 de novembro de 2016 a versão final do Fedora 25, que dentre as principais novidades estão o Kernel 4.8, a versão 3.22 do ambiente de área de trabalho GNOME e adoção do servidor gráfico Wayland como padrão, para saber mais algumas novidades dessa versão, acesse o nosso post anterior ou confira no anúncio oficial.

 Vamos então ao que interessa!

 Para este tutorial utilizei a ISO de 64 bits do Fedora 25 Workstation (cerca de 1,3 GB) e fiz a instalação em uma máquina virtual, criada no Oracle VM VirtualBox, versão 5.1.10, onde já estava instalado o Windows 10 (com o recurso EFI habilitado) num disco virtual de 50 GB e 2 GB de RAM; apesar disso, os procedimentos abaixo podem ser realizados em computadores com ou sem UEFI e fazendo ou não dual boot.


Tópicos desse artigo:

  Antes de tudo, o que fazer?

  Requisitos de sistema

  Download do Fedora 25 Workstation

  Gravando a ISO baixada no DVD ou pen drive

  Particionando o HD

  Instalando o Fedora 25 Workstation

  Pós-instalação do Fedora 25 Workstation




Antes de tudo, o que fazer?


 Você pretende instalar o Fedora 25 ao lado do Windows (7, 8, 8.1 ou Windows 10) ou de alguma outra distribuição Linux instalada no seu HD (fazendo o "famoso" dual boot)? Então siga as recomendações abaixo:

  • Faça BACKUP de todos os seus arquivos (músicas, documentos, etc). Isso é de extrema importância, pois caso algo dê errado, seus dados estarão a salvo. Veja mais detalhes de como fazer isso neste tutorial do wikiHow.

     Você encontra mais detalhes de como fazer backup dos seus arquivos (e também do seu HD) no nosso artigo, acesse:

      http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/10/o-que-fazer-antes-de-instalar-o-linux.html#backup

     Desde já deixo claro que NÃO me responsabilizo por possíveis perdas de dados que venham a acontecer (apesar que o risco disso acontecer seguindo os passos desse tutorial é mínimo, mas pode acontecer), por isso a importância de fazer uma cópia de seus dados.

  • Faça a DESFRAGMENTAÇÃO da partição onde está o Windows (pelo menos 2 vezes) ou da partição que irá redimensionar para instalar o Fedora. O Windows já vem com uma ferramenta de desfragmentação, sendo desnecessária a instalação de outros programas.

     Confira na dica abaixo como desfragmentar o seu HD pelo Windows, acesse:

      http://www.blogopcaolinux.com.br/p/como-desfragmentar-o-hd.html.

  • Desative a Inicialização rápida do Windows, um recurso presente no Windows 10, Windows 8 e 8.1.

     Para isso, abra o Painel de Controle, depois vá em Opções de energia >> Alterar o funcionamento dos botões de energia, feito isso, clique em Alterar configurações não disponíveis no momento e desmarque a opção "Ligar inicialização rápida", após, salve as alterações.


* Caso seu computador não dê boot pelo DVD ou pen drive (e tenha UEFI), pode ser necessário desativar o Boot Seguro (Secure Boot), veja como fazer esse procedimento nesse tutorial do site TecMundo.

 Você pode conferir mais detalhes do que fazer antes de instalar a versão mais recente do Fedora no seu computador no nosso outro post, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/10/o-que-fazer-antes-de-instalar-o-linux.html



Requisitos de sistema


 Antes de baixar a ISO do Fedora 25, confira se o seu computador se adequa aos requisitos mínimos de sistema exigidos, que são:

  • Processador de 1 GHz ou mais rápido;
  • 1 GB de RAM;
  • 10 GB de espaço livre* em disco para a instalação.

* Logo mais abaixo você verá como liberar espaço no seu HD.

 O seu computador está apto a instalar o Fedora 25 Workstation? Se sim, faça o download da ISO, o que é explicado no próximo passo!



Download do Fedora 25 Workstation


 Faça o download do Fedora 25 Workstation, acesse:

  https://getfedora.org/en/workstation/download/

OBS.: Caso queira baixar a ISO por download direto, recomendo que utilize o uGet no Linux ou o Free Download Manager no Windows. Para baixar por torrent, utilize o qBittorrent (tanto no Linux quanto no Windows), ok?!

 No nosso post anterior você encontra também os links (oficiais) para baixar o Fedora 25 Workstation, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Lancado-o-Fedora-25.html


 Após o download, verifique a integridade da ISO antes de gravá-la num CD/DVD ou pen drive. No Linux, você poderá verificar a integridade da ISO pelo terminal, veja como acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/verificar-md5-sha256-de-arquivos-terminal-linux.html

 Já no Windows, você terá que baixar um programa par verificar a integridade da sua ISO, confira mais detalhes acessando o nosso outro tutorial, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html



Gravar a ISO num DVD ou pen drive


 Existem vários programas para gravar ISOs em DVDs e pen drives, cito abaixo apenas alguns que já utilizei e recomendo, além dos tutoriais de como criar um DVD ou pen drive de instalação.


Gravando num DVD

 Se você utiliza Linux, recomendo que grave a ISO do Fedora utilizando o K3b ou o Brasero, veja como criar um DVD de instalação do mesmo acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Como-gravar-uma-imagem-ISO-num-CD-ou-DVD-no-Linux.html

 No Windows, recomendo que utilize a ferramenta nativa do sistema para gravar a ISO num DVD, aprenda como fazer isso acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/gravar-iso-no-windows.html


Gravando num pen drive

 Se você já usa Linux, recomendo que crie um pen drive bootável do Fedora pelo terminal utilizando o "dd", confira como fazer isso acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2015/12/como-criar-um-pendrive-bootavel-pelo.html

 Já no Windows, recomendo que utilize o Rufus para criar um pen drive bootável, veja como acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/10/pen-drive-bootavel-do-linux-no-windows-rufus.html



Particionando o HD


 Supondo que você já tenha feito backup dos seus dados e que fez a desfragmentação do seu HD (caso utilize o Windows), agora você precisa de um espaço vazio no seu HD para instalar o Fedora. Abaixo você encontra dois tutoriais de como redimensionar as suas partições:

 Caso tenha o Windows instalado, recomendo que utilize a ferramenta de gerenciamento de disco nativa do mesmo, veja como utilizá-la acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/redimensionar-particoes-no-windows.html

 Caso tenha alguma distribuição Linux no seu HD, utilize o GParted num Live CD ou pen drive para redimensionar as suas partições, veja como utilizá-lo acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/redimensionar-particoes-com-gparted.html

* Você também pode utilizar o GParted para redimensionar a partição do Windows caso queira, mas, como dito anteriormente, o recomendado é utilizar o próprio Gerenciador de discos do Windows, o que pode evitar alguns problemas.


 Após criar um espaço vazio no seu HD, reinicie o computador com o pen drive ou DVD criado anteriormente e vamos para o próximo!



Instalando o Fedora 25 Workstation


 Tudo pronto? Então vamos à instalação do Fedora 25!

 Após reiniciar (e se seu computador estiver configurado corretamente) irá aparecer uma tela semelhante a esta (caso seu computador tenha UEFI):

Tela de boot Fedora 25 Workstation

 Selecione a opção Start Fedora-Workstation-Live 25 (Iniciar o Fedora 24 Workstation no modo Live) e tecle Enter (caso seu computador não tenha UEFI, a tela de inicialização será semelhante a esta).

 Aguarde enquanto o sistema é carregado e logo após, clique em "Live System User", como mostrado na imagem abaixo

Tela de login do Live DVD do Fedora???

 Feito isso, irá surgir a tela de boas vindas do Fedora, clique em "Install to Hard Drive" (Instalar no Disco Rígido) e aguarde, conforme mostra a imagem:

Selecione a opção "Install to Hard Drive"

 Logo após, selecione o idioma de instalação do sistema, no meu caso é o "Português do Brasil":

Selecione o seu idioma

 Na próxima etapa, clique em "Destino da Instalação" para selecionar o HD que você liberou espaço para a instalação do Fedora anteriormente:

Clique em "Destino da Instalação"

 Será apresentado o(s) disco(s) rígido(s) do seu seu computador, certifique-se de selecionar o HD onde pretende instalar o Fedora e (como mostrado por 1 na imagem abaixo), selecione a opção "Eu irei configurar o particionamento" ( 2 ), após, clique em "Pronto" ( 3 ):

Selecione o HD onde quer instalar o Fedora e depois clique em "Eu irei configurar o particionamento"

 Na tela seguinte você poderá deixar o próprio instalador do Fedora (Anaconda) criar automaticamente as partições a partir do espaço livre no HD selecionado, indicado por "A" na imagem abaixo. Apesar dessa opção funcionar sem problemas, recomendo que selecione esta opção apenas se o seu HD é novo ou não tem nenhum outro sistema operacional. Caso selecione esta opção (recomendo que defina como "Partição padrão" antes), você verá um resumo das partições que serão criadas e/ou modificadas e para concluir, clique em "Pronto". Feito isso, continue com o processo a partir deste ponto (CLIQUE AQUI).


 No nosso caso, vamos criar as partições manualmente, Para isto, sugiro que altere o esquema de particionamento para "Partição padrão", como mostrado por "1" na imagem abaixo, e após, clique no botão de "+" para criarmos uma nova partição ( 2 ):

Você tem a opção de deixar o instalador do Fedora criar as partições automaticamente ou criá-las manualmente, que é o nosso caso.

 Vamos primeiro criar a partição raiz, onde o Fedora será instalado. Em "Ponto de montagem", selecione a / (barra) e logo abaixo, em "Capacidade desejada", defina o tamanho (em GiB) para esta nova partição, conforme mostrado na imagem abaixo.

 Caso você não tem (ou não pretende criar) uma partição home separada (onde é armazenado todas as suas músicas, imagens, vídeos, documentos e etc), defina um tamanho maior para a partição raiz, de acordo com as suas necessidades.

 Feito isto, clique em "Adicionar um ponto de montagem":

Defina o ponto de montagem e tamanho desejado para a partição raiz

 Na tela seguinte você poderá alterar algumas opções da partição criada anteriormente, dentre elas o Sistema de Arquivos da mesma, que no meu caso deixei em ext4.








 Feito isso, clique novamente no botão "+" na parte inferior do instalador para criarmos a partição Swap (você pode pular este passo caso já tenha uma partição Swap utilizada por outra distribuição Linux instalada no seu HD):

Clique no botão de "+" para adicionar uma nova partição

 Em "Ponto de montagem", selecione swap e logo abaixo, defina a Capacidade desejada para a mesma (em GiB).

Não há um tamanho pré-definido para a partição Swap, você é quem decide o tamanho dela. Apesar disso, se você não tem certeza de quanto espaço destinar para ela, recomendo que deixe-a com no mínimo 4 GiB, assim como fiz neste exemplo, indicado pela imagem abaixo (é a mesma quantidade que utilizo a um tempo no meu computador e nunca tive problemas).

 Feito isto, clique em "Adicionar um ponto de montagem":

Informe o ponto de montagem como swap e defina o tamanho para a partição


Observações a respeito da partição home

- Você tem a opção de criar uma partição home separada para armazenar os seus dados pessoais (assim como eu tenho no meu HD), caso não queira, todos os seus arquivos ficarão dentro da partição raiz.
 Para criar uma NOVA partição home, repita o processo de criação de novas partições mostrado acima, mudando (é claro) o ponto de montagem para /home, ok?!

- Se você já possui uma home separada no seu HD (que utiliza em outra distribuição Linux instalada no seu HD), clique em "Desconhecido" (como mostrado na imagem abaixo) e selecione-a; feito isso, em "Ponto de montagem", defina como /home, simples, não?!


 Com isso criamos as partições necessárias para a instalação do Fedora, mas fique atento:

- Se o seu computador não tiver UEFI (for um pouco mais "antigo"), basta clicar no botão "Pronto" na parte superior da tela e continuar com a instalação a partir deste ponto (CLIQUE AQUI);

- Mas caso o seu computador tenha UEFI, será necessário EDITAR a partição de boot EFI presente no seu disco rígido (criada numa instalação anterior do Windows ou de outra distro Linux).
 Para isso, clique em "Desconhecido", como mostrado na imagem abaixo, para expandir as outras partições do seu HD:

Clique em "Desconhecido" para expandir as opções

 Feito isto, selecione a partição "EFI System Partition" e defina o Ponto de montagem da mesma como /boot/efi, como mostrado por 1 na imagem abaixo; após, clique em "Atualizar Configurações", indicado por 2:

Selecione a partição "EFI System Partition" e defina o ponto de montagem como /boot/efi

 Na parte lateral esquerda será exibido as partições que serão criadas/modificadas no seu HD (indicado pela área destacada na imagem abaixo).
 Confira se tudo está certo, e se estiver, clique em "Pronto" na parte superior do instalador (indicado pela seta do mouse na imagem abaixo):

Confira as alterações a serem realizadas e clique em "Pronto"

 Será exibido o resumo das mudanças que serão realizadas no seu HD, caso tudo esteja certo, basta clicar em "Aceitar Mudanças":

Resumo das mudanças a serem feitas no seu HD, para continuar, clique em "Aceitar mudanças"

 Voltando à tela inicial do Anaconda, clique em "Nome do Host e Rede":

Clique em "Nome do Host e Rede"

 Defina um hostname para sua máquina e clique em "Pronto":

Defina um hostname para sua máquina e clique em "Pronto"

 Após, clique em "Data e Hora":

Clique em "Hora e Data"

 Defina o seu fuso horário, selecionando a sua Região e Cidade. No meu caso também deixei selecionado a opção de Horário de Rede.

 Feito isso, clique em "Pronto":

Defina o seu fuso horário escolhendo a sua Região e Cidade

 Logo após, clique em "Teclado":

Clique em "Teclado"


 No meu caso o teclado já está configurado corretamente, mas caso seja necessário, configure o Layout do seu Teclado ou adicione mais opções clicando no botão de "+" indicado por A na imagem abaixo.

 Concluído, clique em "Pronto":

Escolha o layout do seu teclado e após, clique em "Pronto"

 Tudo pronto, clique em "Iniciar a Instalação":

Clique em "Iniciar a Instalação"

 É iniciada a instalação do Fedora! Durante este processo, será necessário definir as configurações de usuário, clique em "Senha de Root":

Clique em "Senha de Root"

 Defina a Senha de Root, de preferência com letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais.

 Feito isso, clique em "Pronto" (caso escolha uma senha "fraca", você terá que clicar em "Pronto" duas vezes):

Crie a senha de root (de preferência com letras, números e caracteres especiais)

 Clique agora em "Criação de Usuário":

Clique em "Criação de usuário"

 Informe o seu Nome Completo, o Nome de usuário e uma Senha para o mesmo; se desejar, defina esse usuário como o administrador do sistema, basta marcar a opção "Tornar esse usuário administrador", indicado por A na imagem abaixo.

Caso tenha uma partição home separada no seu HD (que é utilizada por outra distribuição Linux instalada), você DEVE escolher um Nome de usuário do Fedora diferente do utilizado no seu outro Linux.

 Por exemplo, se você já usa essa partição home no Ubuntu e tem o o nome de usuário "fulano", agora que irá instalar o Fedora 25 Workstation você deve escolher um outro nome de usuário, como "fulano1", evitando assim "conflitos" de configurações entre os sistemas, ok?!

 Feito isso, clique em "Pronto" (caso escolha uma senha fraca, você terá que clicar duas vezes em "Pronto" para confirmar):

Informe o seu nome completo, o nome de usuário e defina uma senha

 Agora é só aguardar a instalação (o que não demora muito).

Aguarde enquanto o Fedora 25 é instalado...

 Assim que terminar, clique em "Sair":

Instalação terminada, clique em "Sair"

 Para reiniciar, clique no canto direito da barra superior e depois no botão de desligar, conforme indicado pela seta do mouse:

Reinicie o computador

 E após em "Restart":

Clique em "Restart" para reiniciar o computador

 Se tudo correr bem, após reiniciar irá aparecer a tela do GRUB, onde você poderá escolher qual sistema iniciar (caso esteja fazendo dual boot):

Tela do GRUB, mostrando o dual boot do Fedora 25 Workstation e Windows 10

 Faça login na conta de usuário criada:

Faça login na sua conta de usuário

 Assim que fizer login, será apresentado um assistente de pré-configuração do sistema, nela você pode confirmar o idioma e layout de teclado, conectar suas contas online (Google, Microsoft, etc) e alterar os controles de privacidade (que no meu caso deixei todos desabilitados):

Assistente de pré-configuração do Fedora 25 Workstation

 Fedora 25 Workstation instalado com sucesso e pronto para uso!

Área de Trabalho do Fedora 25 Workstation



Pós-instalação do Fedora 25 Workstation


 Agora que você acabou de instalar o Fedora, confira no nosso outro tutorial algumas dicas de pós-instalação, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Guia-de-pos-instalacao-do-Fedora-25-Workstation.html



 Então é isso! Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito deste artigo, basta deixar o seu comentário logo abaixo (se não aparecer a sessão de comentários do Disqus recarregue a página), ou se preferir, entre em contato conosco!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook! :)

 Muito obrigado pela visita e até o próximo tutorial!



Referências:




Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Lançado o Fedora 25!

Já está disponível o Fedora 25, saiba algumas das novidades desta versão e faça o download!

 Nesta terça-feira, dia 22 de novembro, após vários meses de desenvolvimento, foi anunciado (com uma semana de atraso) a versão estável mais recente da distribuição Linux mantida pelo Projeto Fedora e patrocinada pela gigante Red Hat, o Fedora 25, trazendo várias novidades e melhorias.

 Dentre as novidades, o Fedora 25 Workstation traz por padrão o servidor gráfico Wayland, que substitui o antigo X.Org (X11), além da versão mais recente do ambiente de área de trabalho GNOME, a 3.22, que inclui várias novidades, como a possibilidade de renomear vários arquivos de uma só vez e integração dos recursos de compactação no Nautilus (Files).








 O LibreOffice 5.2.3, Firefox 49 e o Kernel 4.8.6 também estão incluídos nesta mais recente versão do Fedora, além do suporte à reprodução de arquivos MP3. Confira todas as novidades do Fedora 25 através do anúncio oficial publicado no site Fedora Magazine, acesse:

  https://fedoramagazine.org/fedora-25-released/

  https://fedoramagazine.org/whats-new-fedora-25-workstation/.


 Notas da versão:

  https://docs.fedoraproject.org/en-US/Fedora/25/html/Release_Notes/



Download do Fedora 25


 O Fedora está disponível para download nas versões Workstation (destinado principalmente para uso em computadores pessoais), Server (para servidores) e Cloud (para uso em ambientes virtualizados), além das versões alternativas oficiais, com as principais interfaces gráficas (as chamadas "Spins"). Abaixo você encontra o link para download das principais versões.


Fedora 25 Workstation (GNOME - padrão)


 Checksums e instruções para a verificação das ISOs disponíveis em getfedora.org/en/verify.



Verifique a ISO baixada


 Após o download, verifique se a sua ISO não está corrompida antes de gravá-la num CD/DVD ou pen drive, veja como fazer isso acessando os tutoriais abaixo de acordo com o seu sistema operacional:

 No Linux: http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/verificar-md5-sha256-de-arquivos-terminal-linux.html

 No Windows: http://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html



Grave a ISO no pen drive, CD ou DVD


 Veja como gravar a ISO baixada (após verificar a integridade da mesma) num pen drive, CD ou DVD:

 No Linux: http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Como-gravar-uma-imagem-ISO-num-CD-ou-DVD-no-Linux.html

 No Windows: http://www.blogopcaolinux.com.br/p/gravar-iso-no-windows.html



Fedora Spins


 Além do desktop padrão (GNOME), é possível baixar o Fedora com outros ambientes gráficos através dos Spins oficiais. Veja todas as opções disponíveis em:

  https://spins.fedoraproject.org/pt_BR/

 Abaixo você encontra os links para download das principais versões:


Fedora KDE Plasma Desktop


 Checksums e instruções para a verificação das ISOs disponíveis em spins.fedoraproject.org/kde/download/kde-download-splash.


Fedora Xfce Desktop


 Checksums e instruções para a verificação das ISOs disponíveis em spins.fedoraproject.org/xfce/download/xfce-download-splash.


Fedora LXDE Desktop


 Checksums e instruções para a verificação das ISOs disponíveis em spins.fedoraproject.org/lxde/download/lxde-download-splash.


Fedora MATE-Compiz Desktop


 Checksums e instruções para a verificação das ISOs disponíveis em spins.fedoraproject.org/mate-compiz/download/mate-compiz-download-splash.


Fedora Cinnamon Desktop


 Checksums e instruções para a verificação das ISOs disponíveis em spins.fedoraproject.org/cinnamon/download/cinnamon-download-splash.


 Obrigado pela visita e até +!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook! :)


Referências:



Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Dicas de pós-instalação do openSUSE Leap 42.2

Confira, neste tutorial, algumas dicas do que fazer após instalar o openSUSE Leap 42.2!

 Mostramos, no nosso último artigo, o passo a passo de instalação do openSUSE Leap 42.2, agora você vai conferir algumas dicas de pós-instalação para deixá-lo pronto para o dia a dia, como a instalação de codecs, do Google Chrome, Telegram e mais algumas outras coisas, vamos lá?!
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Guia de instalação do openSUSE Leap 42.2

Neste tutorial, você vai aprender a instalar passo a passo o openSUSE Leap 42.2 no seu computador (com ou sem dual boot) de um jeito simples e prático.

 Foi anunciado ontem, dia 16 de novembro de 2016, a versão final do openSUSE Leap 42.2, que veio cheia de novidades, dentre elas estão o Kernel 4.4 LTS e os ambientes de área de trabalho KDE Plasma 5.8 LTS e GNOME 3.20,  para saber mais algumas novidades dessa versão, acesse o nosso post anterior ou melhor, confira no anúncio oficial.

 Vamos então à instalação!

 Para este tutorial utilizei o DVD (de quase 4,2 GB) do openSUSE Leap 42.2 e fiz a instalação em uma máquina virtual, criada no Oracle VM VirtualBox, versão 5.1.8, onde já tinha instalado o Windows 10 (com o recurso EFI habilitado) num disco virtual de 50 GB e 2 GB de RAM; apesar disso, os procedimentos abaixo podem ser realizados em computadores com ou sem UEFI e fazendo ou não dual boot.


Tópicos desse artigo:

  Antes de tudo, o que fazer?

  Requisitos de sistema

  Download do openSUSE Leap 42.2

  Gravando a ISO baixada no DVD ou pen drive

  Particionando o HD

  Instalando o openSUSE Leap 42.2

  O Windows inicia direto após a instalação do openSUSE, o que fazer?

  Pós-instalação do openSUSE Leap 42.2



Antes de tudo, o que fazer?


 Você pretende instalar o openSUSE Leap ao lado do Windows (7, 8, 8.1 ou Windows 10) ou de alguma outra distribuição Linux instalada no seu HD (fazendo o "famoso" dual boot)? Então siga as recomendações abaixo:

  • Faça BACKUP de todos os seus arquivos (músicas, documentos, etc). Isso é de extrema importância, pois caso algo dê errado, seus dados estarão a salvo. Veja mais detalhes de como fazer isso neste tutorial do wikiHow.

     Você encontra mais detalhes de como fazer backup dos seus arquivos (e também do seu HD) no nosso artigo, acesse:

      http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/10/o-que-fazer-antes-de-instalar-o-linux.html#backup

     Desde já deixo claro que NÃO me responsabilizo por possíveis perdas de dados que venham a acontecer (apesar que o risco disso acontecer seguindo os passos desse tutorial é mínimo, mas pode acontecer), por isso a importância de fazer uma cópia de seus dados.

  • Faça a DESFRAGMENTAÇÃO da partição onde está o Windows (pelo menos 2 vezes) ou da partição que irá redimensionar para instalar o openSUSE Leap. O Windows já vem com uma ferramenta de desfragmentação, sendo desnecessária a instalação de outros programas.

     Confira na dica abaixo como desfragmentar o seu HD pelo Windows, acesse:

      http://www.blogopcaolinux.com.br/p/como-desfragmentar-o-hd.html.

  • Desative a Inicialização rápida do Windows, um recurso presente no Windows 10, Windows 8 e 8.1.

     Para isso, abra o Painel de Controle, depois vá em Opções de energia >> Alterar o funcionamento dos botões de energia, feito isso, clique em Alterar configurações não disponíveis no momento e desmarque a opção "Ligar inicialização rápida", após, salve as alterações.


* Caso seu computador não dê boot pelo DVD ou pen drive (e tenha UEFI), pode ser necessário desativar o Boot Seguro (Secure Boot), veja como fazer esse procedimento nesse tutorial do site TecMundo.

 Você pode conferir mais detalhes do que fazer antes de instalar o openSUSE Leap 42.2 no seu computador no nosso outro post, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/10/o-que-fazer-antes-de-instalar-o-linux.html



Requisitos de sistema


 Antes de baixar a ISO do openSUSE Leap 42.2, confira se o seu computador se adequa aos requisitos mínimos de sistema exigidos, que são:

  • Processador Intel ou AMD de 64 bits (não há suporte para processadores de 32 bits);
  • 1 GB de RAM (2 GB ou mais é o recomendado);
  • 5 GB ou mais de espaço livre* em disco para a instalação (recomendo que tenha no mínimo 15 GB de espaço livre ou mais no HD para instalar o openSUSE).

* Logo mais abaixo você verá como liberar espaço no seu HD para instalar o openSUSE Leap.

 O seu computador está apto a instalar o openSUSE Leap? Se sim, faça o download da ISO, o que é explicado no próximo passo!



Download do openSUSE Leap 42.2


 Faça o download do openSUSE Leap 42.2, acesse:

  https://software.opensuse.org/422/pt_BR

OBS.: Caso queira baixar a ISO por download direto, recomendo que utilize o uGet no Linux ou o Free Download Manager no Windows. Para baixar por torrent, utilize o qBittorrent (tanto no Linux quanto no Windows), ok?!

 No nosso post anterior você encontra também os links (oficiais) para baixar o openSUSE Leap (ISO do DVD de instalação e a ISO da instalação via rede) e os arquivos de verificação SHA-256, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Lancado-o-openSUSE-Leap-42-2-download.html


 Após o download, verifique a integridade da ISO antes de gravá-la num CD/DVD ou pen drive. No Linux, você poderá verificar a integridade da ISO pelo terminal, veja como acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/verificar-md5-sha256-de-arquivos-terminal-linux.html

 Já no Windows, você terá que baixar um programa para verificar a integridade da sua ISO, confira mais detalhes acessando o nosso outro tutorial, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html



Gravar a ISO num DVD ou pen drive


 Existem vários programas para gravar ISOs em DVDs e pen drives, cito abaixo apenas alguns que já utilizei e recomendo, além dos tutoriais de como criar um DVD ou pen drive de instalação.


Gravando num DVD

 Se você utiliza Linux, recomendo que grave a ISO do openSUSE Leap utilizando o K3b ou o Brasero, veja como criar um DVD de instalação do mesmo acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Como-gravar-uma-imagem-ISO-num-CD-ou-DVD-no-Linux.html

 No Windows, recomendo que utilize a ferramenta nativa do sistema para gravar a ISO num DVD, aprenda como fazer isso acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/gravar-iso-no-windows.html


Gravando num pen drive

 Se você já usa Linux, recomendo que crie um pen drive bootável do openSUSE Leap pelo terminal utilizando o "dd", confira como fazer isso acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2015/12/como-criar-um-pendrive-bootavel-pelo.html

 Já no Windows, recomendo que utilize o Rufus para criar um pen drive bootável, veja como acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/10/pen-drive-bootavel-do-linux-no-windows-rufus.html



Particionando o HD


 Supondo que você já tenha feito backup dos seus dados e que fez a desfragmentação do seu HD (caso utilize o Windows), agora você precisa de um espaço vazio no seu HD para instalar o openSUSE Leap, abaixo você encontra dois tutoriais de como redimensionar as suas partições:

 Caso tenha o Windows instalado, recomendo que utilize a ferramenta de gerenciamento de disco nativa do mesmo, veja como utilizá-la acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/redimensionar-particoes-no-windows.html

 Caso tenha alguma distribuição Linux no seu HD, utilize o GParted num Live CD ou pen drive para redimensionar as suas partições, veja como utilizá-lo acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/redimensionar-particoes-com-gparted.html

* Você também pode utilizar o GParted para redimensionar a partição do Windows caso queira, mas, como dito anteriormente, o recomendado é utilizar o próprio Gerenciador de discos do Windows, o que pode evitar alguns problemas.


 Após criar um espaço vazio no seu HD, reinicie o computador com o pen drive ou DVD criado anteriormente e vamos para o próximo!



Instalando o openSUSE Leap 42.2


 Vamos então à instalação do openSUSE Leap 42.2 no computador!

 Após reiniciar (e se seu computador estiver configurado corretamente) irá aparecer uma tela semelhante a esta abaixo (caso seu computador tenha EFI/UEFI):

Tela de boot do openSUSE Leap 42.2

 Se o seu computador não tiver UEFI (é um pouco mais "antigo" e tenha BIOS), a tela de boot do openSUSE Leap 42.2 será semelhante a esta (screenshot); de qualquer forma, selecione a opção "Installation" e tecle Enter.

 Após o carregamento do sistema aparecerá a tela inicial do instalador do openSUSE, onde é possível alterar o Idioma, o Layout do teclado e ler o Contrato de Licença. No meu caso, selecionei o idioma "Portuguese (Brazilian) - Português brasileiro" (indicado pela SETA 1 na imagem abaixo) e o layout do teclado como "Português (Brasil)", que é a opção padrão, em seguida, testei alguns caracteres especiais do meu teclado para conferir se o layout selecionado estava correto (indicado pela SETA 2). Feito isso, clique em "Próximo":

Tela de seleção do Idioma de instalação, layout do teclado e Contrato de Licença do openSUSE

 No próximo passo você poderá adicionar os repositórios durante a instalação do openSUSE.

* No meu caso, deixei marcado somente a primeira opção (Adicionar repositórios online antes da instalação), com isso vou poder escolher quais repositórios adicionar no decorrer da instalação, mas numa etapa mais adiante.

  Após, clique em "Próximo":

Você tem a opção de incluir ou não os repositórios durante a instalação

 A próxima etapa é uma das mais importantes, nela você deverá definir o local de instalação do openSUSE Leap 42.2, portanto, muita atenção, ok?

 O próprio "instalador" do openSUSE vai sugerir uma opção de particionamento e fará a instalação automaticamente (caso você aceite clicando em "Próximo"). Sugiro que aceite essa opção SOMENTE se estiver instalando o openSUSE Leap num HD "vazio", que não tenha nenhum outro sistema operacional ou alguma partição com seus dados.

 SE você aceitou a opção de particionamento proposta pelo openSUSE, continue lendo este tutorial a partir deste ponto (CLIQUE AQUI).

 No nosso caso, vamos configurar manualmente as partições para a instalação. Supondo que você criou um espaço livre no HD para esta instalação (conforme indicado um pouco acima neste post), selecione a opção "Criar a configuração da partição...":

Esquema de particionamento sugerido pelo instalador do openSUSE

 Na tela seguinte selecione a opção "Particionamento personalizado (para usuários avançados)" e clique em "Próximo":

Selecione o "Particionamento personalizado (para usuários avançados)"

 Será apresentado todos os discos rígidos e partições do seu computador.








 Para criar uma nova partição, SELECIONE O HD onde irá instalar o openSUSE (o que você liberou um espaço anteriormente), clique com o botão direito do mouse sobre o mesmo e selecione a opção "Adicionar partição", conforme mostra a imagem abaixo:

Clique sobre o seu HD e clique em "Adicionar partição"

 Vamos criar primeiramente a partição raiz (onde o openSUSE será instalado), para isso, selecione a opção "Tamanho personalizado" e, em seguida, defina o tamanho (em GiB) para a mesma, após, clique em "Próximo", conforme mostra a imagem abaixo:

* No meu caso, deixei a partição raiz com 21 GiB, o que é uma quantidade "boa" para quem não tem o costume de instalar vários programas no sistema;

** Se você não pretende criar uma partição /home separada (onde será armazenado os seus dados pessoais como músicas, documentos, etc), convém reservar mais espaço para a partição raiz.

Escolha o "Tamanho personalizado" e defina um tamanho para a partição raiz

 Em seguida, selecione a função dessa partição como "Sistema operacional" e clique em "Próximo", conforme mostra a imagem abaixo:

Defina como "Sistema operacional" a função da partição

 Na próxima etapa, em "Opções de formatação", selecione "Formatar a partição" e logo abaixo escolha o sistema de arquivos para a mesma. O sistema de arquivos padrão do openSUSE (para a partição raiz) é o BtrFS, fica a seu critério utilizá-lo ou não; no meu caso, escolhi o sistema de arquivos Ext4, já que estou mais "acostumado" com ele.

 Após, em "Opções de montagem", selecione a opção "Montar partição" e logo abaixo, em "Ponto de montagem", selecione a "/" (barra); feito isso, clique em "Concluir":

Clique em formatar a partição e escolha o sistema de arquivos para a mesma, em seguida, marque a opção "Montar partição" e defina o ponto de montagem como / (barra)

#######

Observações a respeito da partição /home

- Você tem a opção de criar uma partição home separada para armazenar os seus dados pessoais (assim como eu tenho no meu HD), caso não queira, todos os seus arquivos ficarão dentro da partição raiz;
 Para criar uma NOVA partição /home, repita os 4 últimos passos acima, alterando apenas o ponto de montagem para /home, ok? (screenshot);

- Se você já possui uma home separada no seu HD (que utiliza em outra distribuição Linux instalada no seu HD), basta selecionar essa partição, clicar com o botão direito do mouse sobre ela e selecionar a opção "Editar"; nas "Opções de formatação" você DEVE MARCAR a opção de NÃO FORMATAR A PARTIÇÃO e nas "Opções de montagem", selecione o ponto de montagem como /home (screenshot), simples, não?!

#######

 Neste tutorial vou criar apenas uma partição raiz e uma partição Swap, o que é o ideal para a maioria dos usuários.

 Caso já tenha uma partição Swap no seu disco rígido (de outra distribuição Linux instalada), o instalador do openSUSE irá montá-la automaticamente. Se esse for o seu caso, você poderá "pular" diretamente para este ponto do tutorial (CLIQUE AQUI), do contrário, você terá que criá-la, como veremos a seguir.

 Para criar uma partição swap, SELECIONE O SEU HD, clique com o botão direito do mouse sobre a mesma e selecione "Adicionar partição", conforme mostra a imagem abaixo:

Clique novamente sobre o seu HD e selecione a opção "Adicionar partição"

 Selecione a opção "Tamanho personalizado" e logo abaixo defina o tamanho para a Swap.

 Não existe um tamanho pré-definido para a Swap, você pode utilizar o tamanho que quiser para ela, mas recomendo que deixe-a com no mínimo 4 GiB (o mesmo tamanho que utilizo a mais de 2 anos). Feito isso, clique em "Próximo":

Selecione o "Tamanho personalizado" e defina o tamanho para a partição Swap (recomendo no mínimo 4GiB)

 Logo após, em "Função", selecione a opção "Swap" e clique em "Próximo":

Defina como "Swap" a função dessa partição

 Em "Opções de formatação", selecione "Formatar a partição" e defina como "Swap" o sistema de arquivos; e em "Opções de montagem", selecione a opção "Montar partição" e o ponto de montagem como "swap", após, clique em "Concluir":

Clique em formatar a partição e defina o sistema de arquivos como "swap", em seguida, marque a opção "Montar partição" e defina o ponto de montagem como swap

 Concluída a criação das partições necessárias para a instalação do openSUSE Leap, mas antes de continuar, fique atento:

- Se o seu computador não tiver UEFI, continue com a instalação do openSUSE Leap a partir deste ponto (CLIQUE AQUI);

- Mas caso o seu computador tenha UEFI, será necessário EDITAR a partição de boot EFI presente no seu disco rígido (criada numa instalação anterior do Windows ou de outra distro Linux).
 Para isso, localize e selecione a partição identificada como "EFI boot" (e sistema de arquivos FAT), clique com o botão direito do mouse sobre a mesma e selecione a opção "EDITAR", conforme mostrado na imagem abaixo:

Clique sobre a sua partição EFI boot e SELECIONE A OPÇÃO EDITAR

 Nas "Opções de Formatação", você DEVE ESCOLHER a opção "Não formatar a partição". Em "Opções de montagem", clique em "Montar partição" e defina o ponto de montagem como "/boot/efi", conforme indicado na imagem abaixo; após, clique em "Concluir":

Marque a opção "Não formatar a partição" e em "Ponto de montagem", defina como /boot/efi

 Terminada a etapa de particionamento de disco, podemos conferir agora as alterações que serão realizadas no HD.
 Verifique se o ponto de montagem de cada partição está correto antes de clicar em "Aceitar".

#######

      ---   ATENÇÃO   ---      

Confira também se as outras partições que existirem no seu HD (como, por exemplo, a partição onde está instalado o Windows) não estão marcadas para formatação, o que é indicado pela letra "F" ao lado do tamanho de cada uma (exceto as partições criadas a partir do espaço livre, como indicado na imagem abaixo); caso alguma delas esteja, clique em "Voltar" e revise as opções das partições antes de continuar com a instalação.

#######

 Se tudo estiver certo, basta clicar em "Aceitar"

Tela principal do particionador, mostrando as partições modificadas e os seus respectivos pontos de montagem

 Será apresentado um resumo das mudanças que serão realizadas no seu disco rígido, confira mais uma vez se tudo está correto antes de continuar. Se estiver, clique em "Próximo":

Resumo das alterações que serão feitas no seu HD

 A seguir, você deverá selecionar a sua Região e o seu Fuso Horário (que no meu caso foi detectado automaticamente), lembre também de marcar a opção "Relógio de hardware definido para UTC" e após, clique em "Próximo":

Defina a sua região e fuso horário

 Se você deixou selecionada alguma opção na etapa "Opções de instalação" (no começo do processo de instalação do openSUSE Leap 42.2), aparecerá uma tela semelhante a esta abaixo, onde você poderá selecionar quais repositórios incluir na instalação do sistema.
 Não fiz nenhuma alteração, apenas deixei selecionado as opções padrão e cliquei em "Próximo":

Tela apresentando os repositórios a serem adicionados durante a instalação do openSUSE

 Agora é só aguardar, os repositórios selecionados serão adicionados ao sistema:

Aguarde enquanto os repositórios são adicionados

 Será apresentado mais uma vez o Contrato de Licença do openSUSE Leap, você deve aceitá-lo para utilizar o sistema, para isso, clique em "Próximo" e aguarde:

Contrato de Licença do openSUSE Leap 42.2, você deverá aceitá-lo para usar o sistema

 Logo após, será apresentado a etapa de Seleção do ambiente de área de trabalho (desktop) a ser instalado no openSUSE.

 Os principais ambientes gráficos do openSUSE Leap são o KDE Plasma 5.8 (padrão) e o GNOME 3.20. Além destes dois (que são os mais usados), você também poderá escolher outros ambientes gráficos, como, por exemplo, o Xfce, para isso, clique em "Outro" (como mostrado na imagem abaixo) e selecione o que desejar.

 Feito isso, clique em "Próximo":

Etapa de seleção de ambiente gráfico a ser utilizado no openSUSE Leap 42.2

 Na próxima etapa você deverá Criar um Novo Usuário para o sistema, informe o seu Nome Completo, o Nome de Usuário* e uma Senha (de preferência com caracteres especiais, além de letras e números).


* Caso tenha uma partição home separada no seu HD (que é utilizada por outra distribuição Linux instalada), você DEVE escolher um Nome de Usuário do openSUSE diferente do utilizado no seu outro Linux.
 Por exemplo, se você já usa essa partição /home no Fedora e tem o o nome de usuário "fulano", agora que irá instalar o openSUSE Leap 42.2 você deve escolher um outro nome de usuário, como "fulano1", evitando assim "conflitos" de configurações entre os sistemas, ok?!

** Se você quiser utilizar a mesma senha do seu usuário para a senha de root, deixe marcado a opção "Usar esta senha para o administrador do sistema".

*** Sugiro que DESMARQUE a opção "Login automático" (que vem habilitada por padrão), conforme mostrado na imagem abaixo, já que não custa nada ter que digitar a sua senha para usar o openSUSE Leap, não é verdade?! :)

 Tudo pronto, clique em "Próximo":

Etapa de criação de usuário

 E chegamos na última etapa antes da instalação do openSUSE Leap 42.2, onde será exibido as Configurações da instalação, contendo todas as alterações que serão realizadas. Caso queira incluir ou excluir algum software na instalação do openSUSE Leap, basta clicar em "Software" e fazer as mudanças que achar necessário.

 Feito isso, comece a instalação do openSUSE Leap 42.2 clicando em "Instalar":

Resumo de todas as alterações a serem realizadas nessa instalação

 Antes da instalação do openSUSE poderá será exibido mais alguns Contratos de Licença de pacotes adicionais, você deverá aceitá-los clicando em "Eu Concordo" para prosseguir com a instalação:

Contratos de Licença de softwares adicionais

 Aparecerá um aviso para você confirmar a instalação de acordo com as mudanças que você fez anteriormente, clique em "Instalar" para dar início ao processo:

Confirme a instalação do openSUSE clicando em "Instalar"

 E começa a instalação do openSUSE Leap 42.2, agora é só aguardar:

Aguarde enquanto o openSUSE é instalado no seu computador

 Clicando em "Detalhes" você pode conferir todos os pacotes e alterações que estão sendo realizadas. Aproveite também para tomar um café, já que pode demorar um pouco! :)

Detalhes do processo de instalação do openSUSE Leap 42.2

 Ao término da instalação o seu computador será reiniciado:

Concluída a instalação, o seu computador será reiniciado

 E se tudo ocorrer bem, aparecerá a tela do GRUB, e, caso tenha feito dual boot com algum sistema operacional, ele estará na lista de opções (no meu caso, fiz com o Windows 10):

Tela do GRUB, mostrando o openSUSE Leap 42.2 e o Windows 10

 Parabéns, você instalou o openSUSE Leap com sucesso! Agora é só fazer login na sua conta de usuário:

Tela de login do openSUSE Leap 42.2 com desktop KDE Plasma 5.8 LTS

 E comece a usar o openSUSE Leap 42.2!

Área de Trabalho do openSUSE Leap 42.2 com desktop KDE Plasma 5.8 LTS

 Tenha um monte de diversão!



O Windows inicia direto após a instalação do openSUSE, o que fazer?


 Você instalou o openSUSE Leap em dual boot com Windows 10 e após reiniciar não apareceu a tela do GRUB com as opções de selecionar qual sistema operacional iniciar (no caso, o Windows iniciou "direto")? Então será necessário fazer uma pequena alteração no Windows, fazendo com que o seu computador "carregue" o gerenciador de inicialização do openSUSE (no caso, o GRUB).

 Para isso, faça login na sua conta do Windows normalmente, depois, digite "cmd" (sem aspas) no menu iniciar e clique com o botão direito do mouse sobre o "Prompt de Comando" e selecione a opção "Executar como administrador" (screenshot).
 Com a janela do Prompt de Comando aberta, digite o comando abaixo (caso o Secure Boot esteja habilitado no Setup do seu computador):

bcdedit /set {bootmgr} path \EFI\opensuse\shim.efi

 E tecle Enter:

Tela do Prompt de Comando, no Windows

 Feito isso o GRUB voltará a aparecer sempre que reiniciar o seu computador!

Fontes:

  http://opensuseadventures.blogspot.com.br/2016/02/dual-boot-configuration-for-windows-10.html

  https://en.opensuse.org/openSUSE:UEFI



Pós-instalação do openSUSE Leap 42.2


 Agora que você instalou o openSUSE, confira o nosso outro tutorial com algumas dicas do que fazer após instalar o Leap 42.2, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Guia-pos-instalacao-do-openSUSE-Leap-42-2.html



 Então é isso, espero que este tutorial seja útil pra você e que consiga instalar o openSUSE Leap 42.2 sem problemas no seu computador. Boa sorte!


 Você tem alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito deste tutorial? Então deixe o seu comentário logo abaixo, ou, se preferir, entre em contato conosco!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook, aproveite que essas opções ainda são gratuitas! :)

 Muito obrigado pela sua visita e até o próximo tutorial!


Referências: