Principais categorias:

Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!

 Quem decide instalar alguma distribuição Linux num notebook/netbook com o LXDE, que é um ambiente de área de trabalho leve e rápido, desenvolvido principalmente para computadores lentos ou com baixa performance, poderá enfrentar alguns problemas com o touchpad, já que este vem desabilitado por padrão (pelo menos no Fedora 27 LXDE).

 Para resolver isso, o nosso leitor Luís Moreira preparou essa dica rápida ensinando como habilitar/ativar o touchpad no desktop LXDE.

  Tutorial testado no Fedora 27 LXDE, mas pode ser executado em qualquer distribuição Linux com o ambiente LXDE.
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Lançado KDE Plasma 5.12 LTS, confira as novidades!

 Conforme o planejado, foi anunciado hoje, dia 6 de fevereiro de 2017, o KDE Plasma 5.12, a segunda versão de longo tempo de suporte (LTS) do projeto KDE, que chega com várias novas funcionalidades e melhorias.
 A equipe de desenvolvimento do Plasma se empenhou bastante para este lançamento, fazendo uma triagem e correção de erros em todos os aspectos da base de código. Um dos resultados disso foi a redução no tempo para iniciar a sessão do ambiente de trabalho do Plasma e do consumo de memória RAM e processador quando está em execução.
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!

 O LibreOffice é uma das melhores e mais conhecidas suítes de escritório de código aberto, destinado tanto para uso pessoal quanto comercial e disponível gratuitamente para Linux, Windows, macOS e sistemas Unix-like, além de contar com um visualizador de documentos para Android. É um projeto da The Document Foundation (organização sem fins lucrativos fundada em 2010 pelos membros do OpenOffice.org) desenvolvido, aperfeiçoado e distribuído por uma comunidade internacional de voluntários.

 Com uma interface limpa e ferramentas poderosas, o LibreOffice ajuda você a liberar a sua criatividade e aumentar a produtividade, oferecendo todas as funções esperadas de uma suíte profissional: LibreOffice Writer (editor de textos), LibreOffice Calc (editor de planilhas eletrônicas), LibreOffice Impress (editor de apresentações), LibreOffice Draw (gráficos vetoriais e fluxogramas), LibreOffice Base (aplicativo de banco de dados) e o LibreOffice Math (editor de equações e fórmulas).



 Diferente de outras suítes comerciais, o LibreOffice utiliza por padrão o ODF (OpenDocument Format), um formato de documento moderno e de código aberto baseado em XML (eXtensible Markup Language), que podem ser facilmente descompactados e lidos por qualquer editor de texto. Apesar disso, é compatível também com os formatos de documentos da suíte de escritório da Microsoft (Word, Excel, PowerPoint e Publisher).

 Para conhecer mais detalhes a respeito do LibreOffice e todas as suas funcionalidades, acesse o site oficial do projeto:


 Foi lançado na última quarta-feira, dia 31 de janeiro de 2018, o LibreOffice 6.0, versão esta que trouxe vários novos recursos e melhorias adicionados aos seus componentes. Dentre algumas das novidades estão o recurso de assinatura e criptografia de documentos com OpenPGP, novas funções de planilha para o Calc, um novo estilo de tabela padrão do Writer, a possibilidade de exportar os documentos para o formato EPUB3, inclusão dos ícones do elementary OS e duas novas variantes da "Notebookbar". Veja no vídeo as principais novidades desta versão:


 O anúncio oficial você pode conferir no blog da The Document Foundation, acesse:

Anúncio do LibreOffice 6.0 - The Document Foundation Blog

 Nas distribuições rolling release, como openSUSE Tumbleweed e o Fedora Rawhide, esta nova versão já está disponível (ou será disponibilizada em breve) nos repositórios oficiais, mas se você não quer esperar e deseja testar agora todas as novidades do LibreOffice 6.0 no seu openSUSE Leap ou Fedora Workstation, confira este passo a passo de instalação manual que preparamos.

  Tutorial testado no openSUSE Leap 42.3 e no Fedora 27 Workstation.

Os principais tópicos deste tutorial:

Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Lançado o primeiro beta do openSUSE Leap 15.0!

 Seguindo o mesmo modelo de desenvolvimento do Leap 42.3, foi disponibilizado hoje, dia 31 de janeiro de 2018, o primeiro snapshot da fase beta do openSUSE Leap 15.0. À medida em que os bugs forem corrigidos e novos pacotes são adicionados/removidos, os novos snapshots serão publicados na lista de discussão do openSUSE após passarem por uma fase de testes do openQA.
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Como instalar o NetBeans no openSUSE e no Fedora

 O NetBeans é um IDE (Ambiente de Desenvolvimento Integrado) de código aberto, gratuito e multiplataforma (disponível Linux, macOS, Solaris e Windows). Ele é escrito em Java e utilizado por programadores de todo o mundo, permitindo aos mesmos escrever, compilar, depurar e instalar programas. Além de oferecer o suporte ao desenvolvimento de todos os tipos de aplicativos Java (Java SE (incluindo o JavaFX), Java ME, web apps, EJB e aplicativos móveis), o NetBeans IDE também possui suporte a várias linguagens de programação, dentre elas o PHP, HTML5, JavaScript, C e C++.

 Dentre os principais recursos do NetBeans estão o FindBugs, uma ferramenta de análise estática com integração especial, amplamente utilizada para a identificação e correção de problemas comuns em código Java e o NetBeans Debugger, que permite a inserção de pontos de interrupção no código fonte, adicionar "watches" de campo, avançar pelo código, executar métodos, obter telas e monitorar a execução durante sua ocorrência.

 Além disso, ele também conta com um editor de código fonte integrado, que possui vários recursos para aplicações Web (Servlets e JSP, JSTL, EJBs) e aplicações visuais com Swing (API Java para interfaces gráficas) e um visualizador de classes integrado ao de interfaces, que gera automaticamente o código dos componentes de forma bem organizada, facilitando o entendimento de programadores iniciantes.

 Para conhecer melhor o NetBeans e todas as suas funcionalidades, acesse o site oficial do projeto clicando no botão abaixo:


 Neste tutorial você vai aprender a instalar a versão mais recente do NetBeans no seu openSUSE e Fedora Workstation, que é bem fácil. Vamos lá?!

  Tutorial testado no openSUSE Tumbleweed e no Fedora 27 Workstation.
Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!

 Manter sempre uma cópia de todos os dados armazenados no disco rígido é um dos procedimentos mais importantes que todos devem fazer (seja todo dia, semanalmente ou mensalmente), porém, muitos só lembram que deveriam ter feito um backup dos documentos, imagens, músicas, etc. depois que o HDD/SSD começa a apresentar problemas ou quando formata por engano uma partição do mesmo.

 Uma maneira simples de fazer backup é copiar manualmente todos os dados importantes, tais como documentos, imagens, músicas, vídeos, etc. para um outro dispositivo de armazenamento, mas existe um aplicativo que facilita ainda mais esse processo e está presente na maioria das distribuições, o Déjà Dup.

 O Déjà Dup (day-ja-doop) é um utilitário simples e eficiente do GNOME para fazer backups dos seus arquivos pessoais, sendo basicamente uma interface gráfica para o Duplicity (que, por sua vez, utiliza o rsync para fazer backups incrementais, criptografados e comprimidos). Além de dispositivos de armazenamento locais (discos rígidos externos, pen drives, etc.), o Déjà Dup também possui suporte para salvar os backups em locais remotos ou em nuvem, como o Google Drive e Nextcloud.

 Para conferir todas as funcionalidades do Déjà Dup, acesse o site oficial do projeto:

  Saiba mais sobre o Déjà Dup

Confira também:  Como fazer backup dos seus arquivos de configuração no GNU/Linux

Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!
Passo a passo de atualização do openSUSE Leap 42.2 para o 42.3

 Você vai aprender, neste tutorial, a atualizar do seu openSUSE Leap 42.2 para o Leap 42.3, seja utilizando a mídia de instalação ou alterando os repositórios.

 Na próxima sexta-feira, dia 26 de janeiro de 2018, chegará ao fim o suporte oficial para o openSUSE Leap 42.2, lançado em julho do ano passado. Com isso, todos os usuários deverão atualizar para a versão mais recente, o openSUSE Leap 42.3, para continuar recebendo as correções de segurança e atualizações de pacotes.

 Apesar de considerar (na minha opinião) uma instalação "limpa" do openSUSE Leap 42.3 a melhor opção, é possível atualizar da versão 42.2 para a 42.3 sem problemas, desde que siga à risca alguns procedimentos, e é isso que você vai aprender neste passo a passo que preparamos!

Índice

Preparativos;
Resumo dos métodos de atualização disponíveis;
Como atualizar para o openSUSE Leap 42.3 via mídia de instalação (recomendado);
Como atualizar para o openSUSE Leap 42.3 alterando os repositórios;
Restaurando os repositórios "antigos" (opcional).

Sua fonte de informação sobre Linux, com notícias, tutoriais e dicas de fácil entendimento para usuários do openSUSE, Fedora, Debian e Ubuntu!

 Por muitas vezes criamos um pen drive bootável que possui um espaço de armazenamento bem maior que a imagem ISO, não é mesmo?! Uma outra situação também bem comum é ter que formatar o mesmo pen drive para gravar a ISO de outro sistema, o que não é nada prático. Porém, é possível ter mais de um sistema instalado no mesmo pen drive com a ajuda do MultiBootUSB.

 O MultiBootUSB é um software multiplataforma e de código aberto que permite criar um pen drive bootável com vários sistemas operacionais (Linux ou Windows), bem como antivírus (no modo "Live"), utilitários para clonagem de disco, ferramentas de recuperação e/ou diagnóstico sem apagar os dados do mesmo, tudo isso com uma interface gráfica simples e fácil de utilizar!
 Além disso, ele também possui a opção de gravar uma única imagem de disco no pen drive (utilizando o "dd") e de testar o próprio pen drive sem reiniciar o computador através do QEMU, que é um emulador/virtualizador de código aberto.

 Para mais detalhes sobre o MultiBootUSB, acesse o site oficial do projeto:

  Saiba mais sobre o MultiBootUSB
  Tutorial testado nas versões de 64 bits do Fedora 27 Workstation, openSUSE Leap 42.3 e Debian 9.3 "Stretch".