Veja como criar um pendrive bootável de distros Linux pelo terminal usando o comando "dd".
Como criar um pendrive bootável pelo terminal

Você vai aprender, neste tutorial, a criar um pen drive bootável de qualquer distribuição Linux pelo terminal usando o dd.

 Muitos estão acostumados a usar programas gráficos, como o UNetbootin, para criar pen drives bootáveis. Apesar disso, há uma maneira mais "simples" de criar um pen drive no Linux, que é o utilizando o dd pelo terminal, sem a necessidade de instalar algum pacote extra no sistema. Abaixo você vai conferir o passo a passo de criação de um pen drive bootável de distribuições Linux e sistemas Unix-like (FreeBSD, OpenBSD, etc). Vamos lá?!

      ---   ATENÇÃO   ---      

Se você deseja criar um pen drive bootável do Windows 10, 8/8.1 ou Windows 7 através da sua distro Linux, você deverá seguir o nosso outro tutorial, acesse o link abaixo:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2017/03/Como-criar-um-pen-drive-bootavel-do-Windows-no-Linux.html
   Este tutorial funciona tanto com arquivos de imagem .ISO quanto com arquivos de imagem de disco (.IMG).
 A primeira coisa a se fazer é conectar no seu computador apenas o pen drive que será utilizado nestes procedimentos. Feito isso, abra um terminal e execute o comando abaixo para identificá-lo:

sudo fdisk -l

 Estou utilizando um pen drive da SanDisk de 8GB, e que, segundo mostrado pelo comando acima, é o disco identificado como /dev/sdc, como mostrado na imagem abaixo:

Comando fdisk -l, mostrando todos os discos do computador, incluindo o pen drive
      ---   ATENÇÃO   ---      

Identifique CORRETAMENTE o seu pen drive, pois, caso contrário, poderá destruir todos os dados do seu disco rígido.

Nos comandos a seguir, você deverá substituir o "X" pela letra correspondente ao seu pen drive. No meu caso, por exemplo, é o disco identificado como "/dev/sdc", então preciso trocar o "X" pela letra "c".
 Feito isso, desmonte-o com o comando (caso esteja montado) com:

sudo umount /dev/sdX*
* Como indicado anteriormente, você deve trocar o X, do comando acima, pelo seu pen drive.

 Caso queira, poderá formatar o seu pen drive antes de gravar a imagem ISO, para isso, basta executar o comando:

sudo mkfs.vfat -I /dev/sdX1
* Nesse exemplo, estou formatando o pen drive com o sistema de arquivos FAT32, utilizando o mkfs (incluído em praticamente todas as distribuições). Para mais detalhes sobre este comando, tecle man mkfs no terminal.

 Recomendo que verifique se o seu arquivo ISO ou IMG não está corrompido antes de gravá-lo no pen drive. Confira, no link a seguir, as instruções de como verificá-lo:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/verificar-md5-sha256-de-arquivos-terminal-linux.html








 Tudo pronto? Vamos agora criar o pen drive bootável pelo terminal. Abaixo um exemplo de uso "simples" do comando dd (que é usado como root):

sudo dd if=/local/da/imagem.iso of=/dev/sdX && sync

 Onde:
  • if = Refere-se ao arquivo de entrada (input file), que no caso, é a sua imagem .ISO ou .IMG;
  • of = É o arquivo de saída (output file), que neste caso é o seu pen drive;
  • sync = Esta opção garante que todos os dados sejam copiados para o pen drive.

 Como a ISO que baixei está na pasta "Downloads", o comando ficou assim:

##### EXEMPLO #####
sudo dd if=/home/sandro/Downloads/Fedora-Workstation-Live-x86_64-25-1.3.iso of=/dev/sdc && sync
* Neste exemplo, utilizei uma imagem ISO do Fedora, mas pode ser de qualquer distro Linux ou arquivo de imagem de disco (.IMG).

 Agora é só aguardar! Este processo é um pouco demorado, no meu caso, foram aproximadamente 8 minutos, isso vai depender da velocidade de escrita do pen drive e do tamanho do arquivo de imagem que está sendo utilizado, ok?

Exemplo de saída do comando dd, gravando uma imagem ISO no pen drive

 Depois de concluído o processo, o seu pen drive bootável estará pronto! Agora basta fechar os seus trabalhos, reiniciar o computador, configurar o Setup do mesmo para dar boot pelo pen drive (aprenda AQUI) e, finalmente, testar/instalar o seu sistema!

 E após instalar o seu sistema operacional, provavelmente vai querer utilizar o pen drive para guardar arquivos como fazia antes, não é? Então acesse o link abaixo com o passo a passo de como formatar um pen drive pelo terminal:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/08/como-formatar-um-pen-drive-pelo-terminal-linux.html


 Então é isso! Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito deste tutorial, basta deixar o seu comentário logo abaixo, ou se preferir, entre em contato conosco!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook! :)

 Muito obrigado pela visita e até o próximo tutorial!


Referências:

Sandro de Castro

Sandro de Castro

Um cara apaixonado por Linux e tecnologia! Sandro é satentusiasta e fundador/mantenedor do Blog Opção Linux, está sempre à procura por novos conhecimentos a fim de ajudar os iniciantes no Linux, desde a instalação das principais distribuições quanto ao uso no dia a dia.



  Olá! Seu comentário é muito importante para nós, portanto, fique à vontade para expressar a sua opinião sobre o post acima em um dos sistemas de comentários disponíveis (Disqus, Blogger/Google ou Facebook). Mas antes de escrever algo, fique atento:

  • É permitido colocar links nos comentários, mas eles serão moderados antes da publicação;
  • A prática de SPAM é proibida. Comentários feitos apenas com a intenção de divulgar um site ou blog serão excluídos;
  • Seja educado! Não é permitido o uso de linguagem imprópria e/ou ofensiva;
  • Evite escrever todo o seu TEXTO EM CAIXA ALTA;
  • Caso queira falar sobre outro assunto (que não tenha relação com esse post), poderá entrar em contato diretamente conosco!

Postar um comentário:

2 Comentários: