Como verificar o hash MD5 e SHA de seus arquivos no Windows

Como verificar o hash MD5 e SHA de seus arquivos no Windows

 Aprenda a verificar e checar o hash MD5 e SHA (SHA-1, SHA-256 e SHA-512) dos seus arquivos no Windows com o MD5 & SHA Checksum Utility.

 Dificilmente ficamos sem baixar algum arquivo da internet durante o uso do computador, nem que seja uma simples imagem, um vídeo e até arquivos mais "importantes" como um software. E mesmo utilizando um gerenciador de downloads (como o Internet Download Manager, Free Download Manager, uGet e outros) sempre há um pequeno risco (menor que se baixar direto pelo navegador) do arquivo se corromper, por isso é importante verificar as somas MD5 e SHA dos arquivos que baixamos ANTES de executá-los ou gravarmos num CD/DVD/Blu-ray.

 As somas de verificação (ou hashes) são números hexadecimais obtidos através de operações matemáticas baseadas em algoritimos criptográficos como o MD5 e SHA (os dois mais utilizados) executadas em dados digitais. Geralmente as empresas/desenvolvedores responsáveis por softwares e sistemas operacionais (como as distribuições Linux) disponibilizam as somas de verificação na mesma página de download, seja de forma direta - informando apenas o hash hexadecimal - ou também num arquivo checksum de mesmo nome do arquivo que baixou mas com as extensões .md5, .sha256, .sha512 e outros - que pode se aberto com o Notepad, WordPad ou qualquer editor de texto simples -, possibilitando assim que você verifique se o hash do arquivo que baixou é idêntico ao da fonte. E para calcular o hash do arquivo que está aí no seu computador eu recomendo o MD5 & SHA Checksum Utility.

 O MD5 & SHA Checksum Utility é um utilitário gratuito* capaz de gerar hashes MD5, SHA-1, SHA-256 e SHA-512 de arquivos em geral e também verificar a integridade dos mesmos, tudo isso com uma interface simples e fácil de utilizar. Além da versão gratuita (a mesma que será utilizada neste tutorial e a adequada para grande parte dos usuários), o MD5 & SHA Checksum Utility também possui uma versão PRO que possibilita gerar e verificar hashes SHA-384 e CRC32, custando cerca de 10 dólares. Para mais informações, acesse o site oficial clicando aqui.
  Dica testada no Windows 7, 8.1, Windows 10 e Windows 11, todas as versões são de 64 bits.

 E vamos ao que interessa!

Como baixar e usar o MD5 & SHA Checksum Utility


 A primeira coisa a se fazer é baixar o MD5 & SHA Checksum Utility pelo site oficial, acesse:

Download do MD5 & SHA Checksum Utility  

 Após o download, clique duas vezes sobre o mesmo para executá-lo. Na janela principal, clique em "Browse" para procurar e selecionar o arquivo a ser verificado:

Janela principal do MD5 & SHA Checksum Utility

 Ao encontrar o arquivo, dê dois cliques sobre o mesmo ou selecione-o e clique em "Abrir" (no caso, utilizando a ISO do openSUSE Leap 15.3):

Selecione o arquivo que quer verificar e clique em "Abrir"

 O utilitário irá gerar automaticamente os hashes MD5, SHA-1, SHA-256 e SHA-512 do seu arquivo, basta apenas aguardar o processo:

O aplicativo vai gerar as hashes do seu arquivo automaticamente

 Agora que os hashes foram gerados você deve acessar a página onde baixou o seu arquivo e encontrar a hash MD5 ou SHA disponibilizada pelos desenvolvedores do mesmo. No caso do openSUSE Leap foi fácil encontrar as hashes na página de download oficial, mas nem sempre será assim (já que isso depende de site para site). Talvez você tenha que "vasculhar" o site de onde baixou o arquivo que queira verificar até encontrar os checksums do mesmo (os hashes também podem estar na documentação oficial).
  Caso o desenvolvedor disponibilize um arquivo do tipo "nome-do-software-que-baixei.sha256", por exemplo, basta abrí-lo num editor de texto simples e copiar o hash, ok?!


 Ao encontrar o hash, copie e cole-o no campo indicado pela seta na imagem abaixo e clique no botão "Verify" em seguida (neste exemplo utilizei o hash SHA-256):

Copie o hash do seu arquivo e clique em "Verify"

 Se aparecer a mensagem "  SHA-256 Hash matched!" (ou MD5 / SHA-1 / SHA-512, vai depender do algoritimo de hash que copiou) indicará que o seu arquivo está íntegro, já que o hash que você copiou do site onde baixou o arquivo e o gerado pelo utilitário são idênticos:

Aviso informando que os hashes (a que você copiou e a gerada pelo utilitário) são idênticas

 Mas caso o hash copiado e o gerado sejam diferentes, será exibido o aviso "  Hash does not match!" (O hash não coincide), indicando que o seu arquivo está corrompido:

Aviso informando que os hashes (a que você copiou e a gerada pelo utilitário) não são iguais (seu arquivo está corrompido)

 E só! Bem fácil, não é mesmo?! :)


 Caso o seu arquivo esteja corrompido e há um torrent do mesmo arquivo disponível para download talvez seja possível recuperá-lo (baixando apenas os bits/bytes que faltam). Para saber mais sobre esse procedimento basta conferir o nosso tutorial de recuperação de arquivos corrompidos, acesse:

Recuperando arquivos corrompidos via torrent  

  Lembrando (mais uma vez) que o procedimento de recuperação de arquivos corrompidos só funcionará se o seu arquivo possuir um torrent oficial e idêntico, ok?!


 Espero que este tutorial tenha sido útil para você! Tem alguma dúvida, sugestão, crítica ou notou algum problema nesta página (link quebrado, informações incorretas, comando errado ou que precisa de atualização)? Então utilize o campo de comentários logo abaixo, seja pelo Disqus, Google/Blogger ou pelo Facebook, ok?!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do Blog Opção Linux assinando nosso Feed, ou siga-nos no Twitter, Facebook e também no nosso canal no Telegram! :)


 Obrigado pela visita e até o próximo tutorial!


 Referências:

COMENTÁRIOS

BLOGGER: 8
  1. Antes de eu instalar o Fedora eu procurei "bastante" na internet e só depois é que encontrei este site maravilhoso, tudo bem explicado. Valeu pela matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, valeu amigo, fico feliz em saber que o tutorial tenha lhe ajudado!

      Forte abraço e tenha uma ótima semana!!

      Excluir
  2. posso usar o hash gerado no hashcat,ele daria a senha?

    ResponderExcluir
  3. ótima opção Sandro, Bem mais fácil que o procedimento no site do Mint.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Isso é simples no powershell: Get-FileHash Ubuntu.iso -Algorithm SHA384 | Format-List
    Valores aceitos: SHA1, SHA256, SHA384, SHA512, MD5

    O 7zip tb é uma opção para CRC32, CRC64,..

    ResponderExcluir
  5. Edgard Freitas Cardosoterça-feira, 27 outubro, 2020

    O meu problema é que mesmo depois de ver que coincide o hash, não consigo abrir o arquivo. Fiz o passo, já tinha o hash enviado por onde baixei o arquivo container, .cpk mas não consigo extrair o arquivo. Sabe dizer qual seria o caminho? Parabéns por seu trabalho.

    ResponderExcluir
  6. Eu fiz pelo "cmd" do Windows mesmo (demora alguns minutos para calcular). Depois é só comparar com o arquivo do hash.

    >CertUtil -hashfile C:\path\to\file SHA256

    ResponderExcluir

PUBLICIDADE

Nome

#BlogOpçãoLinux,1,Adobe Flash Player,1,Android Studio,2,AnyDesk,2,Artigo,41,Áudio e Vídeo,1,Autor Convidado,3,AV Linux,4,Backup,2,Brasero,1,CentOS,3,Debian,27,Déjà Dup,1,Dica,107,Dolphin Emulator,1,Fedora,53,Fedy,1,Firefox,2,GNOME,5,Google Chrome,1,GParted,2,GRUB,3,I-Nex,1,Intel Graphics,2,IRPF,3,Java,8,K3b,1,KDE,6,Kdenlive,1,Lançamento,38,Lançamento - Novatec,9,Leap,2,LibreOffice,1,Linux,25,Linux Mint,8,Microsoft Edge,1,Morvan,1,MultiBootUSB,1,NetBeans,2,Notícias,48,NVIDIA,1,OpenMandriva,2,openSUSE,47,openSUSE Leap,6,openSUSE Tumbleweed,1,Opera,2,PC-BSD,1,PeaZip,1,pen drive,6,Pós-instalação,9,PyCharm,2,Recuperação,2,Redo Backup and Recovery,1,SELinux,2,Skype,2,Spotify,2,SUSE,12,Tchelinux,1,TDE,1,Team Fortress 2,1,TeamViewer,4,Telegram,4,Terminal,4,Ubuntu,38,Ventoy,1,VirtualBox,9,VMware Player,7,VMware Workstation,1,Windows,2,WineHQ,1,zypper,1,
ltr
static_page
Blog Opção Linux: Como verificar o hash MD5 e SHA de seus arquivos no Windows
Como verificar o hash MD5 e SHA de seus arquivos no Windows
Como verificar o hash MD5 e SHA-1, SHA-256 e SHA-512 de seus arquivos no Windows
Blog Opção Linux
https://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html
https://www.blogopcaolinux.com.br/
https://www.blogopcaolinux.com.br/
https://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html
true
7244430709813195206
UTF-8
Carregado todas as postagens Não encontramos nenhuma postagem VER TUDO Leia + Responder Cancelar resposta Excluir By Home PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ TAG ARQUIVO PESQUISAR... TODOS OS POSTS Não encontramos nenhuma correspondência com o seu pedido Voltar para a Página Inicial Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link na sua rede social Copiar todo o Código Selecionar todo o Código Todos os códigos foram copiados para a Área de Transferência Não foi possível copiar o código / texto, por favor, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Índice de Conteúdo