Confira, nesta dica, como instalar manualmente o LibreOffice 6.0 no seu openSUSE e no Fedora Workstation.
Compartilhe nas redes sociais!

 O LibreOffice é uma das melhores e mais conhecidas suítes de escritório de código aberto, destinado tanto para uso pessoal quanto comercial e disponível gratuitamente para Linux, Windows, macOS e sistemas Unix-like, além de contar com um visualizador de documentos para Android. É um projeto da The Document Foundation (organização sem fins lucrativos fundada em 2010 pelos membros do OpenOffice.org) desenvolvido, aperfeiçoado e distribuído por uma comunidade internacional de voluntários.

 Com uma interface limpa e ferramentas poderosas, o LibreOffice ajuda você a liberar a sua criatividade e aumentar a produtividade, oferecendo todas as funções esperadas de uma suíte profissional: LibreOffice Writer (editor de textos), LibreOffice Calc (editor de planilhas eletrônicas), LibreOffice Impress (editor de apresentações), LibreOffice Draw (gráficos vetoriais e fluxogramas), LibreOffice Base (aplicativo de banco de dados) e o LibreOffice Math (editor de equações e fórmulas).



 Diferente de outras suítes comerciais, o LibreOffice utiliza por padrão o ODF (OpenDocument Format), um formato de documento moderno e de código aberto baseado em XML (eXtensible Markup Language), que podem ser facilmente descompactados e lidos por qualquer editor de texto. Apesar disso, é compatível também com os formatos de documentos da suíte de escritório da Microsoft (Word, Excel, PowerPoint e Publisher).

 Para conhecer mais detalhes a respeito do LibreOffice e todas as suas funcionalidades, acesse o site oficial do projeto:


 Foi lançado na última quarta-feira, dia 31 de janeiro de 2018, o LibreOffice 6.0, versão esta que trouxe vários novos recursos e melhorias adicionados aos seus componentes. Dentre algumas das novidades estão o recurso de assinatura e criptografia de documentos com OpenPGP, novas funções de planilha para o Calc, um novo estilo de tabela padrão do Writer, a possibilidade de exportar os documentos para o formato EPUB3, inclusão dos ícones do elementary OS e duas novas variantes da "Notebookbar". Veja no vídeo as principais novidades desta versão:


 O anúncio oficial você pode conferir no blog da The Document Foundation, acesse:

Anúncio do LibreOffice 6.0 - The Document Foundation Blog

 Nas distribuições rolling release, como openSUSE Tumbleweed e o Fedora Rawhide, esta nova versão já está disponível (ou será disponibilizada em breve) nos repositórios oficiais, mas se você não quer esperar e deseja testar agora todas as novidades do LibreOffice 6.0 no seu openSUSE Leap ou Fedora Workstation, confira este passo a passo de instalação manual que preparamos.

  Tutorial testado no openSUSE Leap 42.3 e no Fedora 27 Workstation.

Os principais tópicos deste tutorial:



 Desinstalando o LibreOffice dos repositórios

 Tanto o openSUSE quanto o Fedora já trazem o LibreOffice pré-instalado no sistema que, apesar de não ser a versão mais recente, é a ideal para grande maioria dos usuários (com a vantagem de receber atualizações do mesmo através dos repositórios oficiais).

 Porém, se você deseja instalar a versão mais recente do LibreOffice, é recomendável que desinstale a versão "antiga" presente no seu sistema. Você pode simplesmente pesquisar por libreoffice no gerenciador gráfico de pacotes da sua distribuição e remover todos os pacotes que fazem referência ao mesmo ou, se preferir, abra um terminal e execute os comandos abaixo, de acordo com o seu sistema:


  Se você utiliza o Fedora:

sudo dnf remove --noautoremove libreoffice*


  Se você utiliza o openSUSE:

sudo zypper rm libreoffice*


 E realize o bloqueio a seguir para prevenir a reinstalação do LibreOffice após uma atualização do sistema:

sudo zypper al libreoffice*


 Como baixar e instalar a versão mais recente do LibreOffice

 Acesse o link abaixo, de acordo com o seu idioma e arquitetura do seu sistema (verifique com o comando uname -i no terminal), para baixar a versão mais recente do LibreOffice (pacote RPM):




 Além do instalador "principal" do LibreOffice (pacote .tar.gz com pouco mais de 200MB), você também deve baixar os pacotes de tradução e ajuda offline em português, basta clicar nos links "Translated User Interface" e "Help for offline use" na página de download (em destaque na imagem acima).


 Após, abra um terminal e "entre" na pasta onde baixou os pacotes do LibreOffice (provavelmente na pasta Downloads ou Transferências) com o comando:

## No Brasil:
cd $HOME/Downloads

## Em Portugal:
cd $HOME/Transferências

 Extraia o pacote de instalação do LibreOffice com:

tar zxvf LibreOffice*rpm.tar.gz && mv LibreOffice*rpm/ LibreOffice

 Acesse a pasta onde estão armazenados os pacotes .RPM:

cd LibreOffice/RPMS/

 E instale-os com o comando:


  No Fedora Workstation:

sudo dnf install *.rpm


  No openSUSE:

sudo zypper --no-gpg-check in *.rpm


 Deixando o LibreOffice totalmente em português

 LibreOffice instalado, vamos agora instalar o pacote de tradução. Ainda no terminal, volte para a pasta onde baixou os arquivos:

## No Brasil:
cd $HOME/Downloads

## Em Portugal:
cd $HOME/Transferências

 Extraia o pacote de tradução:

tar zxvf LibreOffice*rpm_langpack*.tar.gz && mv LibreOffice*rpm_langpack*/ LibreOffice-langpack

 Acesse a pasta onde estão armazenados os pacotes .RPM:

cd LibreOffice-langpack/RPMS/

 E instale-os com o comando:


  No Fedora Workstation:

sudo dnf install *.rpm


  No openSUSE:

sudo zypper --no-gpg-check in *.rpm


 Por último, acesse a pasta onde baixou o pacote de ajuda offline do LibreOffice:

## No Brasil:
cd $HOME/Downloads

## Em Portugal:
cd $HOME/Transferências

 Extraia o pacote com o comando:

tar zxvf LibreOffice*rpm_helppack*.tar.gz && mv LibreOffice*helppack*/ LibreOffice-helppack

 Acesse a pasta onde estão armazenados os pacotes .RPM:

cd LibreOffice-helppack/RPMS/

 E instale-os com o comando:


  No Fedora Workstation:

sudo dnf install *.rpm


  No openSUSE:

sudo zypper --no-gpg-check in *.rpm

 Concluída a instalação, libere espaço no seu HDD/SSD removendo manualmente as pastas "LibreOffice", "LibreOffice-langpack" e "LibreOffice-helppack" da pasta "Downloads"/"Transferências", bem como os pacotes compactados ".tar.gz" do LibreOffice que você baixou pelo gerenciador de arquivos da sua distribuição.

 Uma maneira mais prática é excluir todas essas pastas e arquivos com um único comando no terminal, basta executar o comando (como usuário "comum"):

rm -R LibreOffice*.tar.gz LibreOffice/ LibreOffice-langpack/ LibreOffice-helppack/

 Tudo pronto, agora é só procurar pelos aplicativos do LibreOffice no menu de aplicativos da sua distribuição e executá-los:



 Uma outra opção é "chamar" cada aplicativo do LibreOffice pelo terminal com os seguintes comandos:

## Para abrir o LibreOffice Writer:
soffice --writer

## Para abrir o LibreOffice Calc:
soffice --calc

## Para abrir o LibreOffice Impress:
soffice --impress

## Para abrir o LibreOffice Draw:
soffice --draw

## Para abrir o LibreOffice Base:
soffice --base

## Para abrir o LibreOffice Math:
soffice --math






 Atualizando o LibreOffice

 Apesar do LibreOffice 6 incluir um atualizador automático para Linux, este não funciona para quem realizou a instalação do mesmo no sistema (como explicamos neste tutorial). Para atualizá-lo, você deverá repetir os passos anteriores, que são:

  • Remover a versão anterior do seu sistema;
  • Acessar o site do LibreOffice e baixar a versão mais recente (incluindo os pacotes de tradução);
  • Extrair e realizar a instalação dos pacotes .RPM manualmente.


 E como desinstalar o LibreOffice 6 do meu sistema?

 Você instalou o LibreOffice conforme indicamos neste tutorial mas agora deseja removê-lo? Então abra um terminal e execute o comando abaixo, de acordo com o seu sistema:


  Se você utiliza o Fedora:

sudo dnf remove libreoffice*


  Se você utiliza o openSUSE:

sudo zypper rm libreoffice*

 Remova também o bloqueio feito anteriormente com:

sudo zypper rl libreoffice*


 Caso queira reinstalar o LibreOffice presente nos repositórios oficiais do seu sistema, basta executar o comando:


  No Fedora:

sudo dnf install libreoffice


  No openSUSE:

sudo zypper rm libreoffice*



 Então é isso, espero que este tutorial seja útil para você! Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica, basta deixar o seu comentário logo abaixo ou, se preferir, entre em contato conosco através deste formulário, ok?!


 Obrigado pela visita e até +!


Referências:


    What is LibreOffice? - LibreOffice
    LibreOffice - Wikipédia
    LibreOffice Alternatives and Similar Software - AlternativeTo.net
    LibreOffice 6.0 Beta Is Available to Download, Final Release Coming January 2018 - Softpedia News
    Installing LibreOffice on Linux - LibreOffice Wiki

Sandro de Castro

Sandro de Castro

Um cara apaixonado por Linux e tecnologia! Sandro é satentusiasta e fundador/mantenedor do Blog Opção Linux, está sempre à procura por novos conhecimentos a fim de ajudar os iniciantes no Linux, desde a instalação das principais distribuições quanto ao uso no dia a dia.


  Olá! Seu comentário é muito importante para nós, portanto, fique à vontade para expressar a sua opinião sobre o post acima em um dos sistemas de comentários disponíveis (Disqus, Blogger/Google ou Facebook). Mas antes de escrever algo, fique atento:

  • É permitido colocar links nos comentários, mas eles serão moderados antes da publicação;
  • A prática de SPAM é proibida. Comentários feitos apenas com a intenção de divulgar um site ou blog serão excluídos;
  • Seja educado! Não é permitido o uso de linguagem imprópria e/ou ofensiva;
  • Evite escrever todo o seu TEXTO EM CAIXA ALTA;
  • Caso queira falar sobre outro assunto (que não tenha relação com esse post), poderá entrar em contato diretamente conosco!

Postar um comentário:

0 Comentários: