Principais categorias:


Estamos de visual novo!
Caso encontre algum erro, por favor, entre em contato, sua ajuda é muito importante!
Tutoriais de instalação e pós-instalação do openSUSE, Fedora e Ubuntu, além de notícias e dicas sobre Linux em geral!
Como restaurar ou recuperar o GRUB do openSUSE

Aprenda, neste tutorial, a recuperar facilmente o GRUB do openSUSE em computadores com ou sem UEFI, utilizando a mídia de instalação do mesmo.

 Apesar de que o número de usuários do Linux é muito menor em relação aos usuários do Windows, a cada dia que passa o Linux vem sendo utilizado por mais e mais pessoas.
 Hoje em dia é bem comum ver pessoas utilizando o Windows em dual boot com alguma distribuição Linux nos seus computadores, e ao realizar a instalação do openSUSE, o GRUB (GRand Unifield Bootloader), que é o gerenciador de boot padrão utilizado pela maioria das distribuições Linux, substitui o gerenciador de boot do sistema da Microsoft, através dele é que podemos escolher qual sistema operacional iniciar ao ligar o computador.

 Se você pretende instalar ou tem que reinstalar o Windows (uma tarefa quase que rotineira rs) e já tem alguma distro Linux instalada no seu disco rígido, o carregador de inicialização do mesmo irá apagar o GRUB da MBR, com isso, você terá acesso apenas ao Windows, não terá mais a opção de iniciar e utilizar o Linux. :(

 Além disso, uma instalação ou atualização mal sucedida de Kernel no Linux poderá causar problemas no GRUB, e o resultado será semelhante a esta tela abaixo quando reiniciar o computador:

Tela de recuperação do GRUB (grub rescue)

 Caso esteja passando por uma situação dessa, abaixo vou mostrar como recuperar o GRUB do openSUSE, tanto em computadores mais "antigos" com BIOS quanto os mais recentes, equipados com UEFI. Vamos lá?!


 Mas antes, você deve ter em mãos a mídia de instalação do openSUSE, seja o DVD completo (com mais de 4 GB - recomendado) ou a mídia de instalação via rede (que, como o próprio nome diz, deverá ter acesso à internet para o download dos arquivos necessários). Caso não possua o DVD nem a mídia de instalação via rede, baixe um deles no site oficial, acesse:

  https://software.opensuse.org/

 Após baixar a ISO do openSUSE, verifique se a mesma não está corrompida, veja como fazer isso através do Windows acessando:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html

Ou em alguma distribuição Linux:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/verificar-md5-sha256-de-arquivos-terminal-linux.html


 A ISO baixada está íntegra? Então é hora de gravá-la num DVD ou pen drive, veja como fazer isso no Windows, acesse:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/p/verificar-md5-sha-no-windows.html

 Numa distro Linux:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2016/11/Como-gravar-uma-imagem-ISO-num-CD-ou-DVD-no-Linux.html


 Feito isso, você deve configurar o Setup do seu computador para dar boot pelo DVD ou pen drive criado anteriormente. Para aprender a realizar esse procedimento, recomendo que assista um dos tutoriais abaixo:

  https://www.youtube.com/watch?v=rpPuSqt0It0 (canal "Tutoriais para Tudo" - YouTube)

  https://www.youtube.com/watch?v=QWWYvG6YvGU (canal "Sayro Digital" - YouTube)


Tudo pronto? Então vamos para a recuperação do GRUB!



Recuperando o GRUB do openSUSE (para computadores equipados com BIOS)



 Após dar boot com o DVD ou pen drive bootável do openSUSE, aparecerá uma tela semelhante a esta abaixo. Com a tecla direcional para baixo selecione a opção "More..." e tecle Enter :

Na tela de boot, selecione "More" e tecle "Enter" para prosseguir

 Depois, selecione a opção "Rescue System" e tecle Enter para iniciar o modo de recuperação do sistema:

Selecione "Rescue System" e pressione "Enter"

 Após o carregamento do sistema você deverá escolher o layout do seu teclado com as teclas direcionais, que no meu caso é o "Português Brasileiro"; feito isso, pressione Enter :

Selecione o mapa/layout do seu teclado e tecle "Enter" para continuar

 Assim que aparecer na tela "rescue login", tecle root e pressione Enter :

Assim que aparecer "rescue login" na tela, tecle "root" e pressione "Enter"

 Após, digite:

fdisk -l

 Para listar todas as partições presentes no seu HD. Você deve identificar qual a partição onde está instalado o openSUSE (partição raiz), que, no meu caso, é a sda2, como mostrado na imagem abaixo:

Saída do comando "fdisk -l" mostrando todas as partições do meu HD

      ---   ATENÇÃO   ---      

Caso queira descobrir o sistema de arquivos das partições presentes no seu HD (não exibido pelo comando fdisk -l), basta executar o comando:

parted -l

Com isso, ele irá listar todas as partições e os seus respectivos sistemas de arquivos, facilitando assim a identificação das mesmas.

* Lembrando que o sistema de arquivos do Windows é NTFS, já no Linux, os mais comuns são o Ext4 e o BtrFS.








 Identificada a partição onde o seu openSUSE está instalado, monte-a com o comando:

mount /dev/sdxY /mnt

* Substitua o "x" pela letra correspondente ao seu disco rígido e o "Y" pelo número da sua partição.

 Exemplo:

####### EXEMPLO #######
# mount /dev/sda2 /mnt

      ---   ATENÇÃO   ---      

Caso tenha uma partição de /boot separada, você também deverá identificá-la e montá-la em /mnt/boot, para isso, basta executar:

mount /dev/sdxY /mnt/boot

* Como explicado anteriormente, basta substituir o "x" (do comando acima) pela letra correspondente ao seu disco rígido e o "Y" pelo número da sua partição /boot, ok?

 Em seguida, monte os diretórios necessários com os comandos abaixo (um por vez):

mount -o bind /proc /mnt/proc
mount -o bind /dev /mnt/dev
mount -o bind /sys /mnt/sys

 E faça chroot com:

chroot /mnt

 Como mostrado na imagem abaixo:

Exemplo de saída dos comandos de montagem da partição raiz e pastas, além do "chroot"

 Crie um novo arquivo de configuração do GRUB executando:

grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg

Exemplo de saída do comando "grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg"

 E instale o GRUB no seu disco rígido com:

grub2-install /dev/sdx
* Troque o "x" pela letra correspondente ao seu disco rígido, que no meu caso é sda.

 Exemplo:

######## EXEMPLO ########
# grub2-install /dev/sda

Exemplo de saída do comando "grub2-install /dev/sda"

 Saia do chroot com:

exit

 E reinicie o seu computador:

reboot

 Após, o GRUB voltará a aparecer e você poderá escolher qual sistema operacional iniciar! No meu caso, tenho o openSUSE e o Ubuntu instalados no HD:

Tela do GRUB, listando o openSUSE Leap e o Ubuntu

 Fácil, não é?! Mas se o seu computador/notebook tem EFI/UEFI, você deverá seguir os passos a seguir.



Recuperando o GRUB do openSUSE (em computadores equipados com UEFI)



 Após dar boot com o DVD ou pen drive bootável do openSUSE, aparecerá uma tela semelhante a esta abaixo. Com a tecla direcional para baixo selecione a opção "More..." e tecle Enter :

Na tela de boot, selecione "More" e tecle "Enter"

 Depois, selecione a opção "Rescue System" e tecle Enter para iniciar o modo de recuperação do sistema:

Selecione "Rescue System" e tecle "Enter"

 Aguarde enquanto o sistema de recuperação será iniciado. Após, escolha o layout do seu teclado com as teclas direcionais, que no meu caso é o "Português Brasileiro". Feito isso, pressione Enter :

Selecione o mapa/layout do seu teclado e tecle "Enter"

 Assim que aparecer "rescue login" na tela, tecle root e pressione Enter em seguida, como mostrado na imagem abaixo:

Quando aparecer "rescue login" na tela, tecle "root" e pressione "Enter"

 Após, digite:

fdisk -l

 Para listar todas as partições presentes no seu disco rígido. Você deverá identificar qual a partição onde o openSUSE está instalado ( que no meu caso é a sda5 ) e também a Partição do Sistema EFI ( identificada como "EFI System", que no meu caso é a sda2 ), como mostrado no exemplo abaixo:

Saída do comando "fdisk -l" mostrando as partições presentes no meu HD

      ---   ATENÇÃO   ---      

Caso queira descobrir o sistema de arquivos das partições presentes no seu HD (não exibido pelo comando fdisk -l), basta executar o comando:

parted -l

Com isso, ele irá listar todas as partições e os seus respectivos sistemas de arquivos, facilitando assim a identificação das mesmas.

* Lembrando que o sistema de arquivos do Windows é NTFS, já no Linux, os mais comuns são o Ext4 e o BtrFS;
** O sistema de arquivos da Partição do Sistema EFI (ESP) é FAT32.

 Identificada a partição onde o seu openSUSE está instalado, monte-a com:

mount /dev/sdxY /mnt
* Substitua o "x" (do comando acima) pela letra correspondente ao seu disco rígido e o "Y" pelo número da sua partição, que no MEU CASO é a sda5.

 Exemplo:

####### EXEMPLO #######
# mount /dev/sda5 /mnt

 Monte também a partição EFI System presente no seu HD, execute:

mount /dev/sdxY /mnt/boot/efi
* Substitua o "x" (do comando acima) pela letra correspondente ao seu disco rígido e o "Y" pelo número da sua partição EFI System, que no MEU CASO é a sda2.

 Exemplo:

########### EXEMPLO ###########
# mount /dev/sda2 /mnt/boot/efi

 Em seguida, monte os diretórios necessários com os comandos abaixo (um por vez):

mount -o bind /proc /mnt/proc
mount -o bind /dev /mnt/dev
mount -o bind /sys /mnt/sys

 E faça chroot com:

chroot /mnt

 Como mostrado na imagem abaixo:

Exemplo dos comandos de montagem das partições e pastas, além do "chroot"

 Crie um novo arquivo de configuração do GRUB executando:

grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg

Exemplo de saída do comando "grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg"

 E instale o GRUB no seu disco rígido com:

grub2-install --recheck /dev/sdx

* Troque o "x" pela letra correspondente ao seu disco rígido, que no meu caso é sda.

 Exemplo:

############# EXEMPLO #############
# grub2-install --recheck /dev/sda

Exemplo de saída do comando "grub2-install --recheck /dev/sda"

 Caso o Secure Boot esteja habilitado no Setup do seu computador, execute também o comando abaixo:

shim-install

Exemplo de saída do comando "shim-install"

 Feito isso, saia do chroot com:

exit

 E reinicie o seu computador, basta executar:

reboot

 Após reiniciar, você verá a tela do GRUB com apenas o openSUSE listado. Caso tenha apenas o openSUSE no seu computador, não é necessário realizar mais nada, o GRUB foi restaurado com sucesso! \o/

 Mas se há outro(s) sistema(s) operacional(is) (além do openSUSE) instalado(s) no HD, não se desespere, vamos "corrigir" isso agora, ok?
 Deixe selecionado o openSUSE no GRUB e inicie-o normalmente:

Tela do GRUB listando apenas o openSUSE

 Procure por YaST no Menu de Aplicativos e abra-o em seguida (será necessário fornecer a sua senha de root):

Abra o YaST procurando-o no menu de aplicativos

 Na tela inicial do YaST, clique sobre a opção "Carregador de inicialização", como mostrado na imagem abaixo:

Clique em "Carregador de inicialização"

 Na janela do Carregador de inicialização, clique apenas em "OK" (somente altere outras opções disponíveis caso tenha certeza do que está fazendo):

Na etapa seguinte, clique apenas em "OK"

 Feito isso, após reiniciar, os outros sistemas operacionais presentes no seu disco rígido serão listados no GRUB. No meu caso, tenho apenas o openSUSE Leap e o Windows 10 instalados no HD:

Tela do GRUB mostrando o openSUSE Leap e o Windows como opções


"Fiz tudo o que foi dito, mas agora só consigo utilizar o Windows, não aparece a tela do GRUB com as opções de qual sistema operacional iniciar, o que fazer??"

 Bom, se este é o seu caso (e o Secure Boot está habilitado no Setup), basta realizar uma pequena modificação no Windows, fazendo com que o gerenciador de inicialização do openSUSE (no caso, o GRUB) seja "carregado" toda vez que iniciar/reiniciar o computador, vamos lá?!

 Faça login no Windows normalmente, depois, digite "cmd" (sem aspas) no menu iniciar, clique com o botão direito do mouse sobre o "Prompt de Comando" e selecione a opção "Executar como administrador" (EXEMPLO).
 Com a janela do Prompt de Comando aberta, digite o comando abaixo (caso o Secure Boot esteja habilitado no Setup do seu computador):

bcdedit /set {bootmgr} path \EFI\opensuse\shim.efi

 E tecle Enter :

Tela do Prompt de Comando, no Windows

 Com isso, ao reiniciar o seu computador o GRUB voltará a aparecer! Boa sorte!!


 Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito deste tutorial, basta deixar o seu comentário logo abaixo (se não aparecer a sessão de comentários do Disqus, recarregue a página), ou se preferir, entre em contato conosco!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook! :)

 Muito obrigado pela visita e até o próximo tutorial!


Referências:


Tutoriais de instalação e pós-instalação do openSUSE, Fedora e Ubuntu, além de notícias e dicas sobre Linux em geral!
Instalando o JDownloader no openSUSE e no Fedora

Aprenda, nesta dica, a instalar a versão mais recente do JDownloader 2 no openSUSE e no Fedora Workstation.

 O JDownloader é um dos melhores e mais completos gerenciadores de downloads da atualidade, é de código aberto, desenvolvido em Java e está disponível tanto para Linux como Windows e macOS.
Tutoriais de instalação e pós-instalação do openSUSE, Fedora e Ubuntu, além de notícias e dicas sobre Linux em geral!
Instalando o VMware Workstation Player no openSUSE Leap

Aprenda, neste tutorial, a instalar a versão mais recente do VMware Workstation Player no openSUSE Leap.

 O VMware Workstation Player (anteriormente VMware Player) é um software de virtualização para computadores de 64 bits, disponível tanto para Linux quanto Windows, com ele é possível criar e executar máquinas virtuais dos mais variados sistemas operacionais (guest) ao mesmo tempo que utiliza o S.O. instalado no seu computador (host).
Tutoriais de instalação e pós-instalação do openSUSE, Fedora e Ubuntu, além de notícias e dicas sobre Linux em geral!
Intel Graphics Update Tool no Ubuntu 16.10 "Yakkety Yak"

 Veja como instalar os drivers gráficos mais recentes para placas Intel no Ubuntu 16.10 "Yakkety Yak" com o Intel Graphics Update Tool for Linux.

 O Intel Graphics Update Tool for Linux é um utilitário gráfico para você que deseja instalar facilmente a versão mais recente dos drivers gráficos para sua placa de vídeo Intel no Fedora e no Ubuntu. Esse aplicativo adiciona o repositório oficial da Intel no sistema, com isso você sempre terá as últimas versões dos drivers Intel instalados.
Tutoriais de instalação e pós-instalação do openSUSE, Fedora e Ubuntu, além de notícias e dicas sobre Linux em geral!
Instalando a versão mais recente do Spotify no openSUSE e no Fedora

Aprenda, nesta dica, a instalar a versão mais recente do Spotify no openSUSE e no Fedora Workstation.

 O Spotify é um dos serviços de streaming de músicas online mais populares da atualidade, o serviço conta com mais de 30 milhões de músicas no catálogo, e estas podem ser pesquisadas por artista, álbum, gênero, lista de reprodução ou gravadora. Disponível para o Linux, Mac OS, Windows, Android, iOS entre outras plataformas, o Spotify está dividido em dois tipos de assinatura:
Tutoriais de instalação e pós-instalação do openSUSE, Fedora e Ubuntu, além de notícias e dicas sobre Linux em geral!
Instalando o Telegram Desktop no Ubuntu, Linux Mint e distros derivadas

Aprenda a instalar o Telegram Desktop no Ubuntu, Linux Mint e outras distribuições derivadas, seja manualmente ou via repositório PPA.

 O Telegram é um aplicativo de mensagens de código aberto com foco em velocidade e segurança, é super rápido, simples e grátis. Você pode usar o Telegram em todos os seus dispositivos ao mesmo tempo — suas mensagens serão sincronizadas em todos os seus celulares, tablets ou computadores.

Clicando no ícone na lateral do blog você poderá visualizar todos os tutoriais publicados!

Uma outra opção é acessar a área de Dicas e Artigos, onde os tutoriais estão separados por categorias!