Aprenda a instalar a versão mais recente do PyCharm no openSUSE Tumbleweed, openSUSE Leap e no Fedora Workstation.
Como instalar o PyCharm no openSUSE e no Fedora Workstation

Aprenda a instalar, nesta dica, a versão mais recente do PyCharm Community no openSUSE Leap, openSUSE Tumbleweed e no Fedora Workstation.

 O PyCharm é um Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) multiplataforma da JetBrains para desenvolvimento em Python. Além de trazer um conjunto de ferramentas úteis para um desenvolvimento produtivo, o IDE fornece capacidades de alta classe para o desenvolvimento web profissional com os frameworks Django, Flask e Google App Engine.

 Ele também possui suporte a diversos Sistemas de Controle de Versão (VCS) e interpretador Python remoto, bem como a integração com GitHub, gerador de Diagramas de Classe e ORM, criação e gerenciamento de ambientes virtuais (virtualenv), dentre várias outras funcionalidades. Confira todos os recursos do PyCharm no site oficial da JetBrains, acesse:

  https://www.jetbrains.com/pycharm/
  https://www.jetbrains.com/pycharm/features/

 O PyCharm possui duas versões principais, a "Professional", que é paga e possui todos os recursos citados anteriormente, e a "Community", que é gratuita e de código aberto, porém, tem menos recursos que a versão paga.
 Neste tutorial, você vai aprender a instalar manualmente o PyCharm Community no openSUSE e no Fedora, de um jeito simples e fácil.

  Tutorial testado no openSUSE Tumbleweed, openSUSE Leap 42.2 e Fedora 25 Workstation.

Requisitos de sistema do PyCharm

 Confira abaixo se o seu computador atende aos requisitos mínimos para a execução do PyCharm:

  • Processador Intel Pentium III/800 MHz ou superior (ou compatível);
  • Monitor com resolução mínima de 1024x768;
  • 512 MB de memória RAM (1 GB ou mais recomendado);
  • Ambientes de área de trabalho GNOME ou KDE;
  • Python 2.4 ou superior (já vem instalado por padrão no openSUSE e Fedora), Jython, PyPy ou IronPython.

 Além dos requisitos citados acima, é necessário que você tenha instalado o Java Development Kit (JDK) no seu sistema, seja o OpenJDK (de código aberto, presente nos repositórios oficiais das principais distribuições Linux) ou o Oracle Java.

 Caso queira utilizar o OpenJDK, abra um terminal e execute o comando abaixo para instalá-lo:

   No openSUSE:

sudo zypper in java-1_8_0-openjdk-devel

   No Fedora:

sudo dnf install java-1.8.0-openjdk-devel


 Mas se você prefere utilizar o Oracle Java, acesse o link abaixo, de acordo com a sua distribuição, que contém as instruções de instalação:

   Instalando o Oracle JDK no openSUSE:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2017/03/Como-instalar-o-Oracle-Java-JDK-no-openSUSE.html


   Instalando o Oracle JDK no Fedora:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2017/05/Como-instalar-o-Oracle-Java-JDK-no-Fedora.html

 Tudo pronto? Vamos então à instalação do PyCharm Community!


Instalando o PyCharm Community no openSUSE e no Fedora

 Depois de instalar o JDK no seu sistema, acesse o link abaixo para fazer o download da versão mais recente do PyCharm:

  https://www.jetbrains.com/pycharm/download/#section=linux

 Você deve selecionar o seu sistema operacional (que no caso, é o Linux), e logo abaixo, clicar no botão "DOWNLOAD", como indicado pela seta do mouse na imagem abaixo:

Página de download do PyCharm
  Recomendo que use um gerenciador de downloads como o uGet ou wget (via linha de comando) para baixar este arquivo.






 Após a conclusão, abra novamente um terminal e "entre" na pasta onde você baixou o pacote .tar.gz do PyCharm. Caso esteja na pasta "Downloads", por exemplo, basta executar:

cd /home/$USER/Downloads

 Descompacte-o e renomeie a pasta resultante para "pycharm-community" com o comando:

tar xvzf pycharm-community*.tar.gz && mv pycharm-community*/ pycharm-community

 Mova a pasta "pycharm-community" para o diretório "/opt" executando:

sudo mv pycharm-community /opt

 E crie um link simbólico do PyCharm no sistema executando:

sudo ln -s /opt/pycharm-community/bin/pycharm.sh /usr/bin/pycharm

 Feito isso, abra o PyCharm com o comando:

pycharm

 Será exibido uma janela de diálogo perguntando se você deseja importar as configurações/preferências de uma instalação anterior do PyCharm. Para isso, basta selecionar a primeira opção e informar manualmente a pasta de configurações do mesmo.

 Como é a primeira vez que instalo o PyCharm no meu computador, selecionei a opção "Do not import settings" (Não importar as configurações) e cliquei em "OK", como mostrado pela imagem abaixo:

Não importar as configurações de uma instalação anterior do PyCharm

 Após, será exibido a Política de Privacidade da JetBrains e os Termos de Uso do PyCharm (copie e cole num tradutor online, como o Google Tradutor, se for o caso).

 Você deve aceitá-los para utilizar o PyCharm, para isso, basta clicar no botão "Accept", como indicado pela seta do mouse na imagem abaixo:

Você deve aceitar os Termos de Uso e Política de Privacidade da JetBrains para usar o PyCharm

 Depois de ler e aceitar os termos, a instalação do PyCharm será finalizada e ele será iniciado em seguida:

Tela de carregamento do PyCharm

 Será exibido o painel de configuração inicial do mesmo, onde você poderá escolher o esquema de mapa de telas (Keymap scheme), um dos temas disponíveis para o PyCharm (IDE theme), as cores e fontes para o editor (Editor colors and fonts) e também a opção para criar um atalho do PyCharm no menu do sistema (em destaque na imagem abaixo).

 Após, clique em "OK" para continuar:

Tela de configuração inicial do PyCharm

 Tudo pronto, você instalou com sucesso o PyCharm Community no seu sistema! Muito fácil, não é?! :)

PyCharm Community executando no openSUSE Tumbleweed com ambiente de desktop GNOME


Atualizando o PyCharm Community

 Atualizar o PyCharm é ainda mais fácil do que instalá-lo. Assim que uma atualização estiver disponível, será exibida uma notificação na tela inicial do mesmo, e com poucos é possível realizar esse processo.

 Para verificar manualmente a existência de atualizações, basta acessar a janela inicial do PyCharm e no menu "Configure" (na parte inferior esquerda) selecionar a opção "Check for Update", como indicado pela imagem abaixo:

Procurando por atualizações do PyCharm manualmente

 Caso haja alguma atualização disponível, será exibido uma janela de diálogo semelhante a da imagem abaixo.

 Para instalá-la, clique no botão "Update and Restart" e aguarde a conclusão do processo:

Janela de diálogo mostrando as atualizações que estão disponíveis para o PyCharm

 Simples, não?!

Como remover o PyCharm Community

 Não precisa mais do PyCharm e quer desinstalá-lo do seu sistema? Então abra um terminal e execute os comandos a seguir:

- Remova o link simbólico do sistema:

sudo rm /usr/bin/pycharm

- Remova o atalho do PyCharm presente na sua pasta de usuário:

rm /home/$USER/.local/share/applications/jetbrains-pycharm-ce.desktop

- E na pasta de atalhos do sistema (caso tenha selecionado a opção de criar um atalho para todos os usuários):

sudo rm /usr/local/share/applications/jetbrains-pycharm-ce.desktop

- Por último, remova a pasta onde o PyCharm está instalado com:

sudo rm -r /opt/pycharm-community

 [OPCIONAL] Caso também queira remover as configurações do PyCharm Community e "pasta padrão" onde os novos projetos são salvos, basta abrir um gerenciador de arquivos (Nautilus, Dolphin, Caja, Thunar, etc) e deletar as pastas ".PyCharmCE{versão-do-pycharm}" (que é oculta) e "PycharmProjects" da sua pasta pessoal, ok?


 Então é isso! Espero que este tutorial tenha sido útil para você! Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito do mesmo, basta deixar o seu comentário logo abaixo, ou se preferir, entre em contato conosco!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do Blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook! :)

 Muito obrigado pela visita e até o próximo tutorial!

Referências:

Sandro de Castro

Sandro de Castro

Um cara apaixonado por Linux e tecnologia! Sandro é satentusiasta e fundador/mantenedor do Blog Opção Linux, está sempre à procura por novos conhecimentos a fim de ajudar os iniciantes no Linux, desde a instalação das principais distribuições quanto ao uso no dia a dia.




  Olá! Seu comentário é muito importante para nós, portanto, fique à vontade para expressar a sua opinião sobre o post acima em um dos sistemas de comentários disponíveis (Disqus, Blogger/Google ou Facebook). Mas antes de escrever algo, fique atento:

  • É permitido colocar links nos comentários, mas eles serão moderados antes da publicação;
  • A prática de SPAM é proibida. Comentários feitos apenas com a intenção de divulgar um site ou blog serão excluídos;
  • Seja educado! Não é permitido o uso de linguagem imprópria e/ou ofensiva;
  • Evite escrever todo o seu TEXTO EM CAIXA ALTA;
  • Caso queira falar sobre outro assunto (que não tenha relação com esse post), poderá entrar em contato diretamente conosco!

Postar um comentário:

0 Comentários: