Aprenda, neste tutorial, a instalar facilmente o Android Studio no openSUSE Leap, openSUSE Tumbleweed e no Fedora Workstation.
Instalando o Android Studio no openSUSE e no Fedora Workstation

 O Android Studio é o IDE (Integrated Development Environment ou 'Ambiente de Desenvolvimento Integrado') oficial da Google para desenvolver aplicativos para o Android, baseado no IntelliJ IDEA, de JetBrains. Ele está disponível gratuitamente, tanto para Linux como Windows e macOS e, além do editor de código e das ferramentas de desenvolvedor avançadas do IntelliJ, o Android Studio oferece ainda mais recursos para aumentar sua produtividade na criação de aplicativos Android, como:

  • Um sistema de compilação flexível baseado no Gradle;
  • Um emulador rápido com inúmeros recursos;
  • Um ambiente unificado para você poder desenvolver para todos os dispositivos Android;
  • Instant Run para aplicar alterações a aplicativos em execução sem precisar compilar um novo APK;
  • Modelos de códigos e integração com GitHub para ajudar a criar recursos comuns dos aplicativos e importar exemplos de código;
  • Ferramentas e estruturas de teste cheias de possibilidades;
  • Ferramentas de verificação de código suspeito para detectar problemas de desempenho, usabilidade, compatibilidade com versões e outros;
  • Compatibilidade com C++ e NDK;
  • Compatibilidade embutida com o Google Cloud Platform, facilitando a integração do Google Cloud Messaging e do App Engine.

 Conheça todos os detalhes a respeito do Android Studio no site oficial, acesse:

  https://developer.android.com/studio/features.html?hl=pt-br

 Neste tutorial você vai aprender a instalar a versão mais recente do Android Studio no openSUSE e no Fedora, de um jeito simples e prático.

  Tutorial testado no openSUSE Leap 42.2, openSUSE Tumbleweed e Fedora 25 Workstation

Requisitos de sistema

 Confira os requisitos mínimos necessários para executar o Android Studio:

  • Ambiente de área de trabalho GNOME ou KDE;
  • Biblioteca C do GNU (glibc) 2.19 ou posterior;
  • 3 GB de RAM, 8 GB de RAM recomendados, mais 1 GB para o Android Emulator;
  • Mínimo de 2 GB de espaço livre em disco, 4 GB recomendados (500 MB para o IDE + 1,5 GB para o Android SDK e as imagens do sistema do emulador);
  • Resolução de tela mínima de 1.280 x 800;
  • Para o emulador acelerado: Processador Intel® compatível com Intel® VT-x, Intel® EM64T (Intel® 64) e a funcionalidade Execute Disable (XD) Bit, ou processador AMD compatível com AMD Virtualization™ (AMD-V™).

 Além disso, é necessário que tenha o Java Development Kit (JDK) instalado no sistema. A Google recomenda o uso do Java da Oracle (proprietário) para executar o Android Studio, porém, é possível utilizá-lo também com o OpenJDK, que está presente nos repositórios oficiais do Fedora e do openSUSE.
 Caso queira utilizar o OpenJDK, basta abrir um terminal e executar o comando abaixo para instalá-lo:

   No openSUSE:

sudo zypper in java-1_8_0-openjdk-devel

   No Fedora:

sudo dnf install java-1.8.0-openjdk-devel


 Mas se você prefere utilizar o Java da Oracle, acesse o link abaixo, de acordo com a sua distribuição, que contém as instruções de instalação:

   Instalando o Oracle JDK no openSUSE:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2017/03/Como-instalar-o-Oracle-Java-JDK-no-openSUSE.html

   Instalando o Oracle JDK no Fedora:

  http://www.blogopcaolinux.com.br/2017/05/Como-instalar-o-Oracle-Java-JDK-no-Fedora.html


 Tudo pronto? Então vamos à instalação do Android Studio!


Instalando o Android Studio no openSUSE e no Fedora Workstation

 Depois de verificar se o seu computador está apto a executar o Android Studio, abra um terminal e instale o KVM (Kernel-based Virtual Machine) e as ferramentas de virtualização no seu sistema, execute:

   No openSUSE:

sudo zypper in qemu-kvm

   No Fedora:

sudo dnf install @virtualization

  Para que as alterações tenham efeito, você deverá reiniciar o seu computador, ok?!

 Em seguida, se o seu sistema operacional é de 64 bits, execute o comando abaixo para instalar as dependências necessárias:

   No openSUSE:

sudo zypper in libstdc++6-32bit zlib-devel-32bit libncurses5-32bit libbz2-1-32bit

   No Fedora:

sudo dnf install bzip2-libs.i686 compat-libstdc++-296.i686 compat-libstdc++-33.i686 compat-libstdc++-33.x86_64 glibc-devel.i686 glibc.i686 libgcc.i686 libstdc++.i686 libX11-devel.i686 libXrender.i686 libXrandr.i686 ncurses-libs.i686 zlib.i686


 Feito isso, acesse o link abaixo para fazer o download da versão mais recente do Android Studio:

  https://developer.android.com/studio/index.html

 E clique no botão "Download Android Studio", como mostrado na imagem abaixo:

https://developer.android.com/studio/index.html#linux-bundle

 Será exibido o Contrato de Licença, leia-o com atenção e selecione a opção "Li e concordo com todos os termos e condições acima" e clique em "DOWNLOAD ANDROID STUDIO FOR LINUX" para iniciar o download (recomendo que use o uGet - ou outro gerenciador de downloads - para baixar o arquivo).






 Depois, abra um terminal e "entre" na pasta onde baixou o arquivo. Por exemplo, se o pacote do Android Studio está na pasta "Downloads", basta executar:

cd /home/$USER/Downloads

 Descompacte o pacote .zip com o comando:

unzip android-studio-ide-*-linux.zip

 Mova a pasta resultante da extração para o diretório /opt:

sudo mv android-studio /opt

 Crie um link simbólico do Android Studio no sistema:

sudo ln -s /opt/android-studio/bin/studio.sh /usr/bin/android-studio

 E também um atalho para o mesmo, para isso, copie e cole todo o conteúdo abaixo no terminal e pressione Enter em seguida:

sudo tee /usr/share/applications/jetbrains-studio.desktop <<ATALHO
[Desktop Entry]
Version=1.0
Type=Application
Name=Android Studio
Icon=/opt/android-studio/bin/studio.png
Exec="/opt/android-studio/bin/studio.sh" %f
Comment=The Drive to Develop
Categories=Development;IDE;
Terminal=false
StartupWMClass=jetbrains-studio
ATALHO

 Feito isso, execute o Android Studio pelo terminal com o comando:

android-studio

 Ou através do atalho que acabou de criar (no menu de aplicativos do seu sistema). Será exibido uma janela de diálogo, perguntando se você deseja importar as configurações de uma instalação anterior do Android Studio (I want to import my settings from a custom location).

 No meu caso, como é a primeira vez que estou instalando o mesmo, escolhi a opção "I do not have a previous version of Studio or I do no want to import my settings" (Eu não tenho uma versão anterior do Android Studio ou não quero importar as minhas configurações) e cliquei em "OK", como mostrado na imagem abaixo:

Escolha a opção "I do not have a previous version of Studio or I do no want to import my settings" e clique em "OK"

 Aparecerá a janela principal do instalador do Android Studio, apenas clique em "Next" para continuar:

Janela principal do instalador do Android Studio

 Na tela seguinte, você poderá escolher o tipo de instalação:

-  A "Padrão" (Standard), em que o Android Studio será instalado seguindo as configurações e opções mais comuns;

- Ou a "Personalizada" (Custom), onde você poderá alterar o tema padrão da interface do Android Studio, além de escolher o diretório de instalação das ferramentas do Android SDK e os componentes a serem instalados.

 No meu caso, deixei selecionado a opção "Standard" (que é a recomendada) e cliquei em "Next":

Selecione o tipo de instalação

 Será apresentado um resumo das alterações que serão realizadas, clique em "Next" para continuar:

Resumo das alterações que serão realizadas

 Caso tenha o recurso de virtualização habilitado no BIOS/UEFI do seu computador, será exibido uma mensagem semelhante a da imagem abaixo, informando que o seu sistema pode executar o emulador do Android com um desempenho acelerado.

 Como você aprendeu a instalar as ferramentas de virtualização no openSUSE e no Fedora logo acima, basta apenas clicar em "Finish" para continuar o processo:

Mensagem informando que o seu sistema pode executar o emulador do Android com um desempenho acelerado

 Agora é aguardar enquanto é feito o download dos componentes adicionais (o que pode demorar):

Aguarde enquanto é feito o download dos componentes adicionais

 Após a conclusão, clique novamente em "Finish":

Download dos componentes do Android Studio completo

 Tudo pronto, o Android Studio foi instalado com sucesso! Ele será executado em seguida exibindo a tela de boas-vindas, como mostrado pela imagem abaixo:

Tela inicial do Android Studio executando no Fedora 25 Workstation


Atualizando o Android Studio

 O processo de atualização do Android Studio é bem simples, ele mesmo informará a existência de atualizações e com poucos cliques elas serão instaladas. Para verificar manualmente, basta clicar em "Configure" (no menu inferior direito da janela principal do Android Studio) e selecionar a opção "Check for Update", como mostrado pela imagem abaixo:

Procurar por atualizações no Android Studio

 Caso tenha alguma atualização, aparecerá uma janela de diálogo semelhante a da imagem abaixo, mostrando os detalhes da mesma.

 Clique no botão "Update and Restart" e aguarde:

Janela de atualização do Android Studio

 Talvez seja necessário iniciar várias vezes o Android Studio após aplicar as atualizações, que pode ser através do atalho criado no seu menu de aplicativos ou pelo terminal, como mostrado logo acima, ok?

Desinstalando o Android Studio

 Para remover o Android Studio do seu sistema, abra um terminal e execute os seguintes comandos:

sudo rm /usr/bin/android-studio
* Removendo o link simbólico;

sudo rm /usr/share/applications/jetbrains-studio.desktop
* Removendo o atalho (lançador) criado;

sudo rm -rf /opt/android-studio
* Removendo a pasta onde o mesmo está instalado.

 Caso queira remover o Android SDK e as suas preferências do Android Studio, abra um gerenciador de arquivos (Nautilus, Dolphin, etc) e remova as pastas Android, AndroidStudioProjects, .android e .AndroidStudio2.x (estas duas últimas são ocultas) da sua pasta pessoal.


 E só! Caso tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica a respeito deste tutorial, basta deixar o seu comentário logo abaixo, ou se preferir, entre em contato conosco!

 Aproveite e cadastre-se para receber todas as novidades do Blog Opção Linux no seu e-mail, ou siga-nos no Google+, no Twitter ou na nossa página no Facebook! :)

 Muito obrigado pela visita e até o próximo tutorial!

Referências:

Sandro de Castro

Sandro de Castro

Um cara apaixonado por Linux e tecnologia! Sandro é satentusiasta e fundador/mantenedor do Blog Opção Linux, está sempre à procura por novos conhecimentos a fim de ajudar os iniciantes no Linux, desde a instalação das principais distribuições quanto ao uso no dia a dia.



  Olá! Seu comentário é muito importante para nós, portanto, fique à vontade para expressar a sua opinião sobre o post acima em um dos sistemas de comentários disponíveis (Disqus, Blogger/Google ou Facebook). Mas antes de escrever algo, fique atento:

  • É permitido colocar links nos comentários, mas eles serão moderados antes da publicação;
  • A prática de SPAM é proibida. Comentários feitos apenas com a intenção de divulgar um site ou blog serão excluídos;
  • Seja educado! Não é permitido o uso de linguagem imprópria e/ou ofensiva;
  • Evite escrever todo o seu TEXTO EM CAIXA ALTA;
  • Caso queira falar sobre outro assunto (que não tenha relação com esse post), poderá entrar em contato diretamente conosco!

Postar um comentário:

0 Comentários: